Renato Gaúcho pede apoio da torcida para vencer o Guarani

João Paulo Fontoura, Portal Terra

PORTO ALEGRE -

A baixa procura por ingressos e a previsão de mau tempo para esta quarta-feira em Porto Alegre motivaram o técnico Renato Portaluppi a conclamar o torcedor a ir ao Olímpico apoiar o time. Às 19h30 (de Brasília), o Grêmio recebe o Guarani. Uma vitória pode tirar a equipe gaúcha da zona do rebaixamento.

"Quero muito que o torcedor compareça. É importante ele incentivar o time. Se alguém ainda tem dúvida se vai ou não ao jogo, compareça e traga filho, mulher, namorado", pediu o ídolo do clube.

O técnico gremista, por enquanto, não demonstra preocupação com a posição na tabela de classificação. Para ele, o campeonato ainda está longe de ser definido. Tanto na ponta de cima, quanto na ponta de baixo.

"Não tem bicho papão, nenhum time que perca para si mesmo. O Grêmio já conhece a zona do rebaixamento. Aqueles que não conhecem vão sentir a pressão quando chegarem ali. Aí eu quero ver se vão ter força para sair", provoca Renato, que diz estar em lua de mel com a torcida gremista.

Atenta à necessidade de incentivo das arquibancadas, a direção estabeleceu uma promoção para a partida. Hoje, um ingresso permite a entrada de duas pessoas no estádio. As vendas, entretanto, não chegaram a dois mil bilhetes até agora.

"Espero que o torcedor venha em bom número. Não tem momento melhor do que este para darmos a volta por cima e deixarmos a zona do rebaixamento", avalia o volante Adilson, que retorna à equipe.

A escalação do Grêmio muda em apenas um nome em relação àquela que começou o jogo contra o Atlético-PR: Adilson entra no lugar de Gilson.

O time está definido para enfrentar o Guarani com: Victor, Gabriel, Vilson, Rafael Marques e Fábio Santos; Adilson, Rochemback, Douglas e Souza; Jonas e Borges. Estão relacionados ainda: Marcelo Grohe, André Lima, Edilson, Gilson, Leandro, Lúcio, Maylson, Neuton e Paulão.