Leandro Euzébio feliz por estar na segunda defesa menos vazada

JB Online

RIO - A altura de 1,87m ajuda. Mas o posicionamento, impulsão e, principalmente o passe preciso, têm sido fundamentais para o sucesso nas bolas aéreas tricolores. Muito utilizadas, principalmente por Washington, Leandro Euzébio e Gum. Por falar nos zagueiros, a dupla está cada vez mais livre, leve e solta, no comando do técnico Muricy Ramalho. Foi assim que Euzébio chegou ao seu quarto gol pelo clube, o terceiro no campeonato, empatando o jogo com o São Paulo, neste domingo. O zagueiro-artilheiro destaca que o gol não foi por acaso, muito pelo contrário, o lance foi treinado exaustivamente pelo treinador.

- Ele treina bastante isso, temos um time alto e é importante ajudarmos o ataque. Acho que fiz uns 20 gols na carreira, acho até bastante para zagueiro e estou podendo aumentar essa marca no Fluminense. Como o Muricy tem a característica de treinar essas jogadas, acho que teremos uma marcação mais forte com certeza nesta quarta-feira (1), revelou se referindo ao jogo com o Palmeiras, que também será disputado no Maracanã, às 22h.

Sucesso no ataque (o mais positivo do Brasileiro), sucesso na defesa.

Leandro destaca que está muito orgulhoso da marca defensiva tricolor, a segunda menos vazada com 13 gols, atrás apenas do Ceará, que sofreu dois a menos. Seguindo os passos, ou melhor a fala de Muricy, disse que é necessário trabalhar muito para continuar passando em branco nos jogos, como aconteceu em seis partidas do campeonato, contra Atlético-GO, Avaí, Santos, Cruzeiro, Internacional e Goiás.

- Nos sentimos orgulhosos, é sinal que o trabalho está sendo bem feito. É muito significante passar jogos em branco lá atrás e com um ataque consistente, fazendo os gols. Isso dá mais obrigação aos nossos adversários. Agora é trabalhar cada vez mais duro para chegarmos ao nosso grande objetivo.

O zagueiro garantiu já estar adaptado ao esquema 4-4-2, utilizado por Muricy nos últimos jogos, destacou que a participação de Diogo tem sido fundamental para manter o bom nível da defesa tricolor e pediu atenção redobrada com o Palmeiras, que está buscando a volta por cima no campeonato e também conta com um grande técnico.

- Estamos adaptados, até porque o Diogo faz também a função de terceiro zagueiro. Neste domingo, contra o São Paulo, tinhamos a proposta de jogar atrás da linha da bola quando abrissemos o placar, mas erramos o posicionamento. Temos que ter cuidado com o Palmeiras, adversário perigoso, que conta com um bom treinador e bons jogadores. Vamos ter bastante atenção para não repetirmos os erros, principalmente do primeiro tempo contra o São Paulo - concluiu.

Site do Flu