Palmeiras busca primeira vitória com Felipão diante do Goiás

Portal Terra

GOI NIA - Sem vencer nos últimos quatro jogos do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras terá mais uma oportunidade para triunfar pela primeira vez sob o comando de Luiz Felipe Scolari neste domingo. A partir das 16h (de Brasília), o clube alviverde encara o Goiás, em crise pelo fato de ainda não ter vencido depois do reinício da competição, no estádio Serra Dourada -depois do término da Copa do Mundo, o time do Centro-Oeste soma dois empates e três derrotas.

Com 15 pontos na tabela de classificação, o Palmeiras depende de um resultado positivo para não se afastar da parte de cima da tabela, especialmente do G-4, zona que garante classificação à próxima edição da Copa Libertadores da América. Depois de 12 rodadas, o time alviverde possui uma desvantagem de cinco tentos em relação ao Ceará, quarto colocado.

Diante do Goiás, Felipão espera reencontrar o caminho das vitórias para, enfim, amenizar a pressão no clube. "Esses jogadores precisam apenas ganhar a primeira, porque o resto eles estão fazendo normalmente, já que estão bem nos jogos. Espero a soma dos três pontos no jogo", afirmou o treinador palmeirense.

O resultado positivo, na opinião de Scolari, seria como um prêmio para o grupo de jogadores, especialmente devido às especulações sobre a chegada de reforços nas próximas semanas. "O Palmeiras tem rendido o que pode render, a torcida tem que estar contente. Os jogadores têm se dedicado e sonhando com a presença de reforços a, b, c. Eles estão dando o melhor e só precisam da vitória", disse o comandante palestrino, antes de garantir ter praticamente o time ideal para o restante da Série A.

"Já tenho tudo mais ou menos organizado. Aqui o ambiente é bom, não só nos treinamentos, mas também nos vestiários. Posso dizer que já conheço 90% do grupo perfeitamente. Quero até iniciar um novo trabalho com o pessoal na próxima semana", contou Luiz Felipe Scolari.

Pressionado em busca da primeira vitória, o clube alviverde poderá ter a estreia do atacante Luan, apresentado nesta sexta-feira. Por outro lado, o volante Rivaldo, que também vestiu na mesma data a camisa do Palmeiras pela primeira vez, ainda não teve seu nome publicado no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e não está à disposição para o confronto.

Com o retorno de Danilo diante do Corinthians, Felipão manterá a mesma formação defensiva do último jogo. Além do capitão, Vítor, Maurício Ramos e Armero formarão o setor mais recuado da equipe. Diante do Goiás, o time paulista não terá o meia Lincoln, machucado. Para a vaga, o pentacampeão mundial colocará o jovem Patrik.

Da mesma forma que o rival deste domingo, o Goiás necessita da vitória para reencontrar a boa fase. Sem Émerson Leão e Rafael Moura, suspensos por três e seis jogos, respectivamente, no STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) em virtude de uma confusão após o empate por 2 a 2 contra o Vitória, em Salvador, o clube tenta sair da zona de rebaixamento.

Depois de 12 rodadas de competição, o Goiás soma exatamente 12 pontos. O baixo aproveitamento deixa a equipe dentro da zona de rebaixamento, o que aumenta a necessidade do triunfo diante do Palmeiras.

Sem contar com o seu principal atacante, o time goiano poderá promover o experiente Felipe à titularidade. Depois de retornar aos campos diante do Grèmio, na Copa Sul-americana, após três meses afastado dos gramados, o jogador deverá formar o ataque ao lado de Pedrão, o substituto de Rafael Moura.