Maicon não sairá nem por 30 milhões de euros, diz presidente da Inter

Portal Terra

ROMA - A Inter de Milão parece decidida a não vender o brasileiro Maicon ao Real Madrid. O presidente do clube Massimo Moratti afirmou, nesta terça-feira, que o jogador não será vendido nem por 30 milhões de euros (R$ 70 milhões), segundo o jornal espanhol As.

O mandatário ressaltou que o lateral é muito importante para o time milanês e que por isso a agremiação decidiu não vendê-lo. Outro que "brigou" pela permanência do atleta foi o técnico Rafa Benítez, que pressionou a direção do clube para que não deixasse Maicon ir embora.

Apesar da recusa da equipe, o lateral se reuniu nesta segunda-feira com seu empresário Antonio Caliendo para estudar as opções possíveis para convencer a Inter de Milão a baixar suas pretensões financeiras e vender o atleta.

Maicon foi titular na fracassada campanha da Seleção Brasileira no Mundial da África do Sul. O jogador marcou um gol na partida de estreia, na vitória por 2 a 1 contra a Coreia do Norte. O lateral também venceu, na última temporada, o Campeonato Italiano, a Copa da Itália e a Liga dos Campeões pela Inter.