Libertadores: lateral do Inter prega respeito ao Chivas

Portal Terra

PORTO ALEGRE - O lateral Kleber alerta para a euforia após a vitória por 2 a 1 do Inter sobre o Chivas Guadalajara, em partida no México pelas finais da Libertadores da América. Segundo o jogador, o bom resultado no primeiro jogo não pode desconcentrar os colorados, que precisam manter o foco na forte equipe mexicana durante os 90 minutos na partida do Beira-Rio.

"Todo mundo está atento, principalmente depois do que a gente viu no jogo do Chile, quando o Chivas conseguiu fazer 2 a 0 fora de casa. Sabemos que o time deles não está morto. Desde o final do jogo no México tomamos consciência de que precisaremos marcar forte, porque o Chivas tem qualidade", diz o lateral esquerdo, de acordo com o site oficial do Inter.

O "jogo no Chile" em questão foi nas semifinais entre Chivas e Universidad de Chile. Os chilenos empataram por 1 a 1 o primeiro jogo no México, mas a equipe de Guadalajara deu o troco em Santiago e venceu, garantindo a vaga na decisão. Por isso, Kleber diz que o clube gaúcho espera um adversário bastante ofensivo em Porto Alegre, buscando novamente reverter o resultado.

"A gente acredita que aqui o Chivas vai para cima desde o início. Esperamos uma partida mais difícil do que foi no México. O Chivas tem jogadores de qualidade, por isso precisamos enfrentá-los com o maior respeito. Se repetirmos aquilo que fizemos no México, as condições serão favoráveis para nós", elogia o jogador, que ganha o apoio do goleiro Renan.

"No México, conseguimos marcar bem as jogadas do Bravo e do Bautista. Agora temos que repetir essa receita e neutralizar esses dois jogadores. Também precisamos fazer o Chivas nos marcar, jogando dessa maneira em função da gente, assim como foi no México. Nós não podemos ficar tranquilos em campo. Esta não é a palavra certa. É necessária atenção total em uma final", cobra o novo titular do gol vermelho.

A comissão técnica do Inter programou a reapresentação do elenco no fim da tarde desta segunda-feira. Na tarde desta terça, deve acontecer o último treino antes da final. O técnico Celso Roth ainda aguarda para confirmar os volantes Tinga e Guiñazu, assim como o atacante Alecsandro - os três se recuperam de lesões.