Irritado, Souza desabafa contra a diretoria do Grêmio

João Paulo Fontoura, Portal Terra

PORTO ALEGRE - Não bastasse o constrangimento pela presença de dezenas de colorados no voo (saído de Goiânia com escala em São Paulo) que trouxe a delegação do Grêmio de volta a Porto Alegre, Souza tratou de esquentar ainda mais o clima que vive Grêmio. No início da noite, na chegada no Aeroporto Salgado Filho, em entrevista à rádio Bandeirantes, o jogador fez um forte desabafo cobrando mudança de atitude para sair.

"Está na hora de pensar grande e parar de se contentar com qualquer coisa. (...) A maioria das coisas fico sabendo pela imprensa. Está faltando comunicação. Até parece que não estão precisando de mim, que estamos em uma situção confortável", disse o jogador.

A bronca de Souza é em relação ao seu aproveitamento. Há 15 fazendo preparação física, o meio campista voltou a jogar apenas dez minutos no Gre-Nal de domingo passado após seis meses de recuperação de uma cirurgia no joelho. Na avaliação dele, outros altetas como Ricardo Oliveira, Rafael Sobis e Maldonado passaram pela mesma operação e tiveram um tempo de recuperação inferior ao seu. Tentanto evitar polêmicas, Souza mandou um recado: "Preciso que me ajudem. Não sou o salvador da pátria. O Sassá Mutema já passou", ironizou.

No empate em 1 a 1 desta quinta-feira contra o Goiás pela Copa Sul-Americana, Souza não entrou em campo. "É precoce começar com o Souza contra o Fluminense", adiantou o técnico Silas. Para o jogo diante do líder do Campeonato Brasileiro, domingo às 16h, no Olímpico, o treinador tem quatro desfalques.

Victor, convocado para a Seleção Brasileira, além de Ozéia, Hugo e Jonas, todos suspensos. No gol, Marcelo Grohe será o titular. Na zaga, Neuton e Saimon disputam um lugar. Na lateral esquerda, Fábio Santos deverá jogar. E no ataque, Borges aguarda resultado de um exame na coxa para saber se terá condição. Se ele não jogar, André Lima deve ser o companheiro de Roberson na frente.

O provável time do Grêmio tem: Marcelo Grohe; Rafael Marques, Rodrigo e Neuton (Saimon); Maylson, Ferdinando, Adilson, Douglas e Fábio Santos; Borges e André Lima (Roberson).

A direção segue bancando o trabalho de Silas independente do desfecho da rodada do final de semana. Entretanto, a pressão para cima do presidente Duda Kroeff é muito forte para a troca do comando do futebol gremista. Pressão que aumentou principalmente após a classificação do Inter para a final da Libertadores.

Contrariada, parte da torcida do Grêmio se mobiliza utilisando a internet para protestar contra a direção. No treino da manhã deste sábado, deverá haver forte manifestação pedindo mudanças no estádio Olímpico.