Dirigente minimiza polêmica com reclamações de Dagoberto

JB Online

DA REDAÇ O - O diretor de futebol do São Paulo, João Paulo de Jesus Lopes, minimizou em entrevista ao Band Sports o desabafo de Dagoberto após o empate por 2 a 2 com o Cruzeiro, no Morumbi. Irritado por não ter entrado em campo, o atacante teria jogado o agasalho no chão antes de declarar em entrevista que está sendo crucificado pela eliminação na semifinal da Libertadores contra o Internacional e que virou o bode expiatório da derrota.

"Eu sempre tenho me perguntado ao desempenho do Dagoberto. Ele é um craque, um belíssimo jogador, mas como todo jogador ele tem seus dias que não são muito bons", disse o dirigente. "Ele tem as suas razões, mas a perda da Libertadores não foi devida a um jogador. Eu entendo o desabafo dele. Temos uma estrutura rígida, algumas atitudes não podem ser tomada durante algumas vezes, mas o Dagoberto não será punido porque não fez nada para tal, não cometeu nenhuma agressão para ninguém e nem ofendeu ninguém. Apenas manifestou sua insatisfação", completou.