David está de volta e quer a titularidade de volta

JB Online

RIO - A espera de David, enfim, acabou. No último sábado (14.08), o zagueiro pôde vestir novamente a camisa e fazer a rotina completa de um jogador do Flamengo. Se concentrou, participou das preleções e foi relacionado para a partida contra o Ceará. Começou no banco, mas entrou no decorrer do segundo tempo e sentiu novamente o gostinho de jogar no Maracanã, diante da torcida, e sair de campo aplaudido após uma vitória. Agora, ele só quer uma sequência para recuperar a titularidade e seguir dando alegrias à Nação Rubro-Negra.

O jogador conversou com a equipe do site oficial do Flamengo e fez uma análise de toda a situação por que passou, além de revelar suas expectativas para o futuro. O camisa número 14 espera voltar a ser a principal opção da defesa rubro-negra, ao lado de Ronaldo Angelim, e prevê uma briga boa por esta vaga. Como o técnico Rogério Lourenço já sabe, a ideia é mesmo dar uma boa dor de cabeça ao comandante na hora de formar a equipe.

Confira abaixo a íntegra da entrevista.

Ansiedade - Não via a hora de voltar a jogar. É isso o que todos os jogadores querem: jogar, representar bem o Flamengo, ainda mais diante da torcida. Confiei, tive tranquilidade, mantive a cabeça tranquila e, graças a Deus, tudo se resolveu da melhor forma possível. Fiquei muito feliz em participar novamente de tudo com meus companheiros, porque antes estava apenas treinando, e mais ainda pelo fato de termos vencido.

O retorno - Conversei com o professor Rogério e ele optou por me deixar no banco. Entendi o lado dele e, depois, acabei entrando no decorrer da partida. Deu para matar um pouquinho as saudades. Estava sentindo bastante falta. Agora vou seguir trabalhando para o jogo da próxima semana.a

Titularidade - Eu era titular do Flamengo antes de toda esta situação e espero voltar a ser. Mas sei que não vai ser fácil. O Jean vinha jogando muito bem, o Welinton também entrou bem na equipe e a briga vai ser saudável e muito boa para o Flamengo. Quem vai ter uma boa dor de cabeça é o professor Rogério, que vai escalar quem ele achar que pode ser o melhor para a equipe.

Torcida - Recebi bastante carinho dos torcedores desde que cheguei ao clube e agora neste momento de indefinição sobre o meu contrato também. Agradeço bastante a todos e, como sempre costumo falar, não tenho como retribuir melhor do que me doando ao máximo em campo. E é isso o que vou fazer.

Defesa - O sistema defensivo está muito bem, se não me engano tem a melhor defesa deste período do Brasileiro após a Copa e uma das melhores da competição, então só se tem a elogiar. Mas não são apenas os zagueiros e o goleiro os responsáveis por isso, mas sim todo o time. A equipe está se dedicando bastante e isso é fundamental.

Atlético-PR - Sabemos que vai ser uma partida complicada. Enfrentar o Atlético na Arena nunca é fácil, mas temos uma semana cheia para trabalhar, para os jogadores que chegaram, como o Renato e o Leandro, se entrosarem ainda mais, e tenho certeza de que vamos para Curitiba para fazer um grande jogo.

Site do Fla