"Não sei o que aconteceu" com Massa, diz Alonso

Agência AFP

HOCKENHEIM - Bicampeão mundial de Fórmula 1, o espanhol Fernando Alonso, da Ferrari, disse este domingo, após sua vitória no polêmico Grande Prêmio da Alemanha, disputado no circuito de Hockenheim, que não sabia "o que aconteceu" com seu colega de equipe, o brasileiro Felipe Massa, que claramente o deixou passar e vencer a prova.

"Não sei o que aconteceu. Mas na saída da curva 6, vi Felipe um pouco lento e tentei ultrapassá-lo. É preciso aproveitar cada oportunidade porque é um circuito muito difícil para superar rivais", disse Alonso, durante entrevista coletiva.

"Há uma única oportunidade na curva 6. Ali, estava bastante perto para tentá-lo e ultrapassei o outro carro. Depois, faltavam 15 ou 20 voltas para a chegada", relatou o espanhol, que se disse feliz com uma vitória que foi fruto de muito trabalho.

"Nós merecemos este resultado. Viemos aqui com algumas melhorias no carro, algumas peças novas, que parece que funcionam muito bem. Vencer uma corrida sempre é especial, fazê-lo para a Ferrari é ainda mais", emendou o piloto.

"Sim, acho que posso estar no mesmo nível. Não vejo nenhuma razão para ser pessimista antes (do GP) da Hungria. O carro foi competitivo em Valência e em Silverstone, e muito mais aqui, razão pela qual dentro de oito dias tudo deve continuar igual", explicou Alonso.

"A competição será muito forte com a Red Bull e a McLaren. Mas pelo menos vamos estar na briga. Houve corridas este ano em que estávamos perto da Renault e da Mercedes, mas muito longe da Red Bull e da McLaren", destacou.

Em reação à polêmica sobre a orientação da Ferrari para deixar Alonso ultrapassar Massa, o chefe da escuderia Red Bull, Christian Horner, lamentou a atitude da escuderia italiana - negada pelos dois pilotos -, estimando que o espanhol "não precisa que lhe deem corridas de presente".

"O que aconteceu com os Ferrari foi surpreendente, quando os dois carros trocaram de posição. Tinha a pinta de ser uma manobra da escuderia. Se foi o caso, é uma pena para a Fórmula 1 e seus fãs, que foram privados de uma disputa entre os dois pilotos da Ferrari", disse Horner.

"Fernando é um super piloto. Não precisa que lhe deem corridas de presente", disse Horner, incomodado com que o piloto espanhol tenha vencido o GP da Alemanha com uma manobra da escuderia italiana.

A Ferrari foi punida com uma multa e obrigada a comparecer ante a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) depois de emitir ordem para Massa deixar Alonso passar.