Parceiro santista força a venda de Neymar, diz jornal

Portal Terra

SÃO PAULO - O Grupo Sonda, parceiro do Santos e dono de 40% dos direitos federativos de Neymar, reforçou o coro do empresário Wagner Ribeiro e de Neymar Silva, pai do jogador, e defendeu a venda do atacante para o Chelsea. A informação é do jornal O Estado de S. Paulo, que acrescenta que a empresa estaria disposta até a receber menos da sua parte para que a negociação seja concretizada.

O Chelsea ofereceu 20 milhões de euros (cerca de R$ 46 milhões) pelo futebol da jovem revelação alvinegra, mas ouviu um "não" da diretoria santista, que exige o pagamento da multa rescisória (35 milhões de euros - R$ 80,4 milhões) para liberar Neymar. O jornal, porém, traz declaração de um representante do Sonda assegurando que 10 milhões de euros (R$ 22,6 mi) já seriam suficientes para a parceira aprovar a transação.