Felipão diz que arbitragem influenciou o resultado do jogo

Portal Terra

SÃO PAULO - A entrevista coletiva após o empate entre Palmeiras e Botafogo, nesta quinta-feira, não trouxe um Luiz Felipe Scolari exatamente furioso à sala de imprensa. Mesmo assim, o treinador palmeirense fez críticas. Na lista de Felipão estavam os jornalistas, Kléber - por uma situação após o jogo - e a arbitragem do mineiro Alício Pena Júnior.

Entrevistado por repórteres após o empate, o jogador palmeirense disse que o ataque havia marcado seis gols nos últimos três jogos, mas que a defesa havia permitido muitos espaços ao Botafogo. Felipão não gostou da situação e prometeu providências.

"O Kléber não tem razão. Já vou dizer que, mais uma vez, temos que falar isso lá dentro (no vestiário). Vocês são espertos ao conduzir certas situações e isso cria problema para mim. Daqui para a frente, em vez de falar para vocês, vou falar para que passem reto e não diguem nada. Provavelmente vai ser uma ordem minha", reclamou Felipão, logo no início de sua entrevista coletiva.

Segundo o treinador palmeirense, atitudes como a de Kléber vão doer no bolso dos jogadores. "Fazemos uma caixinha, de R$ 5 mil ou R$ 10 mil, e acabamos com isso", disse Felipão. Mesmo em tom de voz muito calmo, ele ainda criticou a arbitragem de Alício Pena Júnior.

"O rapaz dominou a bola com a mão, o Edinho colocou para fora e saiu o gol. Se fosse marcado, não sairia. Esse tipo de coisa incomoda. Não vou afirmar se houve pênalti no Kléber porque não estava lá dentro, mas um lance igual contra o Avaí foi marcado. Não há critério e isso influencia o resultado", protestou Felipão. Foi assim, em penalidade, que o Palmeiras levou o gol da derrota em Florianópolis.

Provavelmente se recordando dos problemas que o Palmeiras teve com a arbitragem no último Campeonato Brasileiro, Scolari até insinuou que o clube venha sendo prejudicado de propósito. "Pode haver situações de represália e a gente fica de bobo. Nao posso desconfiar, é apenas o que eu ouço. Não sei o que aconteceu, cheguei há sete dias, mas o que falam é isso", disse.

Até as expulsões de Jobson e Marcos Assunção foram criticadas. "É gozado. Será que houve tanta confusão que não poderia ter sido conversado? Um pouco estranho é", afirmou Felipão.

Para enfrentar o Ceará, neste domingo, além de Assunção, o técnico ainda perdeu Pierre e Edinho, que se juntam a Danilo na lista de desfalques por suspensão.