Insatisfação de Bruno gera desconforto no Flamengo

Rodrigo Viga, Portal Terra

RIO DE JANEIRO - O clima na Gávea permanece carregado em razão do comportamento do goleiro e capitão Bruno, que ficou insatisfeito com mudanças na comissão técnica do Flamengo. O jogador, que cogita deixar o clube, tem mantido o semblante fechado e evitou conversar com o novo preparador de goleiros, Cantarelli.

O antigo preperador, Roberto Barbosa, era muito amigo de Bruno e um dos conselheiros do capitão do time rubro-negro. Além de se sentir desconfortável com a mudança na comissão técnica, Bruno também entrou em rota de colisão com a torcida esse ano e chegou a dizer que não dava bola para as vaias que vinham das arquibancadas.

Na Libertadores, o goleiro falhou em váriso jogos, entre eles, na partida com o Universidade do Chile, no Maracanã. Na ocasião, o time perdeu por 3 a 2, no jogo de ida pela quartas de final da competição.

Bruno é considerado no clube um jogador talentoso, mas de gênio difícil e comportamento questionável. Recentemente, o goleiro foi acusado de agredir uma ex-namorada, e, em um entrevista, declarou que considerava normal brigas físicas com mulheres.

Em 2008, camisa 1 se envolveu em outra confusão em Belo Horizonte. Ele e outros jogadores do Flamengo participaram de uma festa com garotas de programa em um sítio perto da capital mineira.