Argentinos deverão informar paradeiro durante as folgas

Portal Terra

JOHANNESBURGO - Apesar de ter liberado o churrasco, o doce, o vinho e o sexo para os jogadores durante o período de concentração na África do Sul, a comissão técnica da Argentina impôs certos limites nas folgas de seus atletas durante a Copa do Mundo. O motivo é o controle antidoping feito pela Fifa.

Como a entidade realiza testes surpresas, sem aviso prévio, os jogadores terão de avisar seus destinos durante os períodos em que forem liberados da concentração, além de estar à disposição para possíveis visitas dos técnicos credenciados pelo órgão máximo do futebol.

"Teve surpresa com as seleções da Espanha, Suíça e França. Não quero problemas com a Argentina. A liberdade tem que ter o seu limite", disse o treinador Diego Armando Maradona, pego no exame antidoping na Copa do Mundo dos Estados Unidos, em 1994.