Equipe indica culpa de Webber e diz: "trapalhada" não se repetirá

Portal Terra

INGLATERRA - O acidente envolvendo os pilotos Webber e Vettel da Red Bull no GP da Turquia de Fórmula 1 já tem um culpado. Segundo o diário britânico The Guardian, o chefe da equipe, Christian Horner, apontou que Webber - que liderava a prova - estava poupando combustível e que, por isso, deveria ter dado mais espaço para Vettel fazer a ultrapassagem, já que tinha melhor rendimento dos pneus.

O australiano não permitiu a passagem do alemão e os dois acabaram colidindo na volta de número 40. Com a batida, Vettel teve a parte traseira de seu carro totalmente danificada e não conseguiu retornar à corrida, enquanto que Webber levou o carro aos boxes e ainda terminou a prova na terceria colocação, atrás das McLarens de Hamitlon e Button.

Mesmo apontando Webber como culpado pelo acidente, Horner disse que os dois pilotos precisam entender que isso não pode mais acontecer, já que com a batida entre os carros da Red Bull a maior beneficiária foi a McLaren, que fez a dobradinha no GP da Turquia.

O chefe de equipe ainda afirmou ter conversado com os dois pilotos para que a disputa não se transforme em rivalidade no GP do Canadá, oitava prova da temporada 2010. Segundo Horner, ambos são adultos e precisam entender o que é importante para a equipe.