CBF prepara camisa 10 para Kaká, mas aguarda até momento final

Portal Terra

JOHANNESBURGO - A Confederação Brasileira de Futebol definiu a numeração dos jogadores que disputarão a Copa do Mundo da África do Sul, mas aguarda até o último momento para enviar o documento oficial à Fifa. Se não houver surpresas de última hora, a lendária camisa 10 será de Kaká.

A numeração ainda serviu para aproximar Michel Bastos e Elano da titularidade na Copa. Escalados por Dunga como principais opções em suas posições no treino de domingo e segunda em Johannesburgo, o lateral esquerdo e o meio-campista levaram respectivamente os números 6 e 7.

O restante da lista já era bastante esperado. Artilheiro da Seleção sob o comando de Dunga, com 19 gols em 24 jogos, Luís Fabiano terá a camisa 9. Seu parceiro de ataque, Robinho, a 11.

Fecham o grupo dos titulares o goleiro Júlio César (1), o lateral direito Maicon (2), os zagueiros Lúcio (3) e Juan (4) e os volantes Felipe Melo (5) e Gilberto Silva (8).

A última dúvida da numeração atual é com relação aos goleiros reservas. Doni e Gomes usarão as camisas 12 ou 22. Na última edição da Copa do Mundo, na Alemanha, em 2006, a número 22 ficou com Júlio César, hoje titular absoluto e dono da número 1.

Surpresa na lista final do técnico Luiz Felipe Scolari no Mundial de 2002, Kaká utilizou a camisa 23 na Coreia do Sul e no Japão, enquanto a 10 ficou com Rivaldo; já na Copa de 2006, na Alemanha, Ronaldinho usou o número que um dia já foi de Pelé, enquanto o meia revelado pelo São Paulo recebeu a 8.

Ainda em 2002, às vésperas do Mundial, a CBF precisou substituir o volante Emerson no documento oficial 20 minutos antes do prazo final de envio à Fifa. Na ocasião, o jogador teve uma lesão no ombro enquanto brincava como goleiro em um rachão. Os exames apontaram que ele não ficaria recuperado a tempo de jogar - Ricardinho herdou a vaga.