Por pontos, Evans bate Rampage e é campeão do UFC 114

Portal Terra

SÃO PAULO - Depois de muita espera e ansiedade, dois ex-campeões do Ultimate Fighting Championship finalmente se enfrentaram neste sábado, na Arena MGM Grand Garden, em Las Vegas, nos Estados Unidos, no UFC 114. O embate foi entre os rivais "Suga" Rashad Evans e Quinton "Rampage" Jackson, com vitória do primeiro, por pontos, em uma decisão unânime dos juízes.

A rivalidade entre os lutadores começou depois que ambos participaram do reality show "The Ultimate Fighter", no ano passado, quando faziam o papel de treinadores (o vencedor do programa foi Roy Nelson, treinado por Evans). Desde então, passaram a trocar insultos e provocações pela mídia.

Das três notas dos árbitros do combate, "Suga" Evans venceu dois assaltos por 30 a 27 e um por 29 a 28. Ele chamou a vitória de um "grande alívio". Seu adversário admitiu a superioridade do campeão. "Ele é duro, e mais rápido do que eu previa. Ele foi 'o homem' hoje", disse Jackson.

Assim que soou o sinal do início da luta, "Rampage" Jackson cruzou o octogonal para golpear o rival, mas Evans foi mais rápido e deu o primeiro golpe, deixando o adversário um pouco atordoado.

Apesar de nenhum dos lutadores mostrarem grande domínio, Evans conseguiu aproveitar melhor os embates travados no chão, e golpeou Jackson com mais precisão.

O segundo round seguiu como o inicial. Sabendo da desvantagem, "Rampage" partiu para a definição na terceira e último parcial da luta, e conseguiu derrubar Evans logo no início.

Jackson desferiu uma série de golpes, sem dar muitas chances de contra-ataque para o rival. A luta parecia perto de chegar a um final, mas Evans conseguiu se recuperar e ficar de pé. Com isso evitou a derrota por nocaute. Mesmo com essa sequência de golpes sofrida, Evans venceu a parcial por um ponto.

"Eu estava um pouco machucado, mas isso acontece de vez em quando. Mas eu não vou desistir, não importa o que aconteça", afirmou o campeão do UFC 114. O derrotado explicou a estratégia no último assalto.

"Eu fiquei muito surpreso que ele se recuperou daqueles ataques. Eu coloquei todas as minhas fichas no último round", disse Jackson.