Em briga por recorde com Forlán, Loco Abreu cita relação amistosa

Portal Terra

SÃO PAULO - Sebastián Abreu e Diego Forlán estão perto de se tornarem os dois maiores artilheiros da história da seleção uruguaia, mas mantêm a seriedade em prol do grupo celeste. Em entrevista ao jornal El País, o centroavante do Botafogo disse que o fato de ambos estarem perto de quebrarem o recorde de gols de Héctor Scarone, que perdura por mais de sete décadas, não impede uma relação amistosa entre eles.

Abreu possui 30 gols pelo Uruguai, apenas um a menos do que Scarone - o atacante, apelidado de Mago em seu país natal, balançou as redes em 31 ocasiões pela seleção sul-americana até meados da década de 1930. Já Forlán está um pouco mais atrás: tem 24.

O camisa 13 do Botafogo, todavia, não se diz ansioso para se tornar o maior artilheiro do Uruguai. Loco Abreu afirmou viver uma expectativa boa e não uma obsessão que poderá lhe atrapalhar em campo na Copa do Mundo. Ele também negou a possibilidade de disputar com Forlán o recorde.

Segundo Abreu, o atacante do Atlético de Madrid não se importa com as estatísticas. O jogador ainda ressaltou o bom ambiente na seleção, que não possui conflitos individuais, e lembrou que a quebra de recorde de Scarone depende de todo o plantel.

O Uruguai está no Grupo A da Copa e faz sua estreia em 11 de junho contra a França. A seleção de Abreu e Forlán ainda tem pela frente na fase inicial os anfitriões da África do Sul na segunda rodada e, por fim, o México.