Massa, em ação em Istambul e de olho no Rio

Da redação, Jornal do Brasil

RIO DE JANEIRO - De Istambul, onde disputa o GP Turquia, sétima etapa do Mundial de Fórmula 1, a partir das 9h (de Brasília), o piloto Felipe Massa acompanha o Racing Festival, no autódromo de Jacarepaguá. O evento, idealizado e apadrinhado pelo brasileiro da equipe Ferrari, estreia hoje. É constituído de uma categoria de turismo (Trofeo Línea), Fórmula Futute Fiat e 600 Hornet (motos). Será a primeira vez que as duas modalidades a motor são reunidas dentro de uma mesma programação.

A Fórmula Future Fiat é uma categoria-escola, cujo público-alvo é a garotada saída do kart e que não tinha mais onde começar nas pistas desde a extinção da Fórmula Renault em 2006. O campeão, além de uma temporada paga na Fórmula Abarth italiana em 2011, entrará no Ferrari Drivers Academy, o programa de formação de jovens pilotos que a equipe criou no fim do ano passado.

O Trofeo Línea é um campeonato monomarca que usa como base o modelo da Fiat transformado para competição e conta, no grid, com nomes da Stock Car como Cacá Bueno, Giuliano Losacco, Ricardo Maurício, Thiago Camilo e Antonio Jorge Neto.

Estou superanimado e orgulhoso de ter participado da criação de um evento tão bacana e completo afirmou Felipe Massa. Tenho certeza de que ele será um sucesso, porque a proposta é nova e interessante. Estamos reunindo uma série de turismo que já atrai grandes nomes do automobilismo brasileiro, uma categoria-escola que há anos não existia mais no país e um campeonato de motos, esporte que não vivia um momento dos mais favoráveis no Brasil. Foi uma ótima ideia aproximar dois públicos, de automobilismo e moto, que até então viviam separados.

Massa disse que, apesar de correr hoje, estará atento ao que ocorrerá em Jacerapaguá.

À noite, pode apostar que estarei ao telefone procurando saber das novidades.

O piloto ressaltou o que classifica como boa fase das corridas de turismo no Brasil, categoria da Stock Car, por exemplo. Massa ainda destacou o fato de um novato ter chance de se aproximar da Ferrari, sua equipe na F-1.

É uma oportunidade de ouro e um prêmio jamais visto no nosso automobilismo. Até o pessoal da Ferrari está animado, porque conhece muito bem a história dos pilotos brasileiros, e sempre me pergunta do início do campeonato.

Em Istambul, Massa tenta se aproximar do pelotão de frente da F-1. Em quinto lugar no Mundial, com 61 pontos, ele busca a primeira vitória na temporada. A dupla da Red Bull, o australiano Mark Webber e o alemão Sebastian Vettel, lidera, com 78.