Colapso financeiro pode deixar goleiro da África do Sul sem clube

Portal Terra

DA REDAÇÃO -

Goleiro reserva da seleção da África do Sul, Rowen Fernandez pode terminar a Copa do Mundo sem um clube para poder atuar. Isso porque a equipe que o arqueiro defende, o Arminia Bielefeld, da segunda divisão da Alemanha, está à beira de um colapso financeiro e pode pedir falência.

Com isso, o clube tem apenas algumas semanas para apresentar uma garantia financeira de 10 milhões de euros (cerca de R$ 22,4 milhões) para poder disputar o torneio na próxima temporada. Caso isso não ocorra, o clube seria rebaixado para a última divisão do futebol local, o que segundo o site sul-africano Kickoff, faria com que o goleiro deixasse o clube. Para continuar na segunda divisão, o clube pediu uma injeção de cinco milhões de euros (cerca de R$ 11,2 mi) para a prefeitura de Bielefeld, mas não obteve êxito.

Fernandez, 32 anos, se transferiu para o clube alemão em 2007, quando foi contratado junto ao Kaizer Chiefs, time sul-africano.