Fabricante usa elogios de craques para defender bola da Copa

Portal Terra

JOHANNESBURGO - Pouco depois das críticas feitas pelo goleiro da Seleção Brasileira, Júlio César, à bola oficial da Copa do Mundo da África do Sul, a Adidas - empresa responsável por sua fabricação - enviou às empresas de comunicação um texto publicitário defendendo seu produto. Além das especificações técnicas da bola, chamam a atenção os elogios feitos a ela por craques do futebol mundial (todos patrocinados pela marca alemã).

"Para mim, o contato com a bola é muito importante, e é ótimo com essa bola", é a declaração de Kaká, um dos astros da Seleção. A única opinião vinda de um goleiro é a de Petr Cech, do Chelsea (ING), cuja seleção, a da República Checa, não estará na Copa: "você pode sentir a energia vindo até você, como um disparo".

Os outros atletas ouvidos foram os meias do Chelsea Frank Lampard, da Inglaterra ("Uma bola muito forte, certeira no chute"), e Michael Ballack, da Alemanha - que lesionou o tornozelo e está fora do Mundial. "Fantástica, a bola faz exatamente o que eu quero que ela faça", disse o alemão.

Nesta sexta-feira, Júlio César reclamou muito da Jabulani, como foi batizada a bola da Copa. "É horrível, horrorosa. Parece aquelas bolas que você compra no supermercado", afirmou o goleiro da Inter de Milão.