Escola decreta feriado e promete homenagear Seleção Brasileira

Portal Terra

JOHANNESBURGO - A presença da Seleção Brasileira mudou a rotina da Hoerskool, escola de Johannesburgo onde a equipe de Dunga faz a preparação para a Copa do Mundo. Nesta sexta-feira, os jogadores realizaram a primeira atividade no local.

Os alunos foram liberados das aulas. Com isso, coube às professoras o papel de tietes dos atletas. Elas formaram um grupo ao lado da arquibancada destinada aos jornalistas e fizeram coro por Kaká.

"Eu gosto muito dele, é o melhor jogador e o mais bonito", afirmou Sunet Coetzee, uma das professoras da Hoerskool. Ela acompanhou de perto os primeiros toques na bola do craque do Real Madrid na África do Sul.

Sunet e as companheiras prometem para segunda-feira, dia em que os alunos voltam às aulas, uma surpresa de boas vindas para a Seleção Brasileira. Kaká será homenageado individualmente.

Os alunos podem ter acesso a alguns treinos do Brasil no local, o que deve acontecer na próxima semana, já que no dia 9 de junho eles entram em férias. Todas as escolas vão ter um período de recesso durante o Mundial.

Mesmo sem atividades, duas alunas foram ao colégio nesta sexta para ver a Seleção. "Adoramos futebol, e é muito especial ver os brasileiros de perto no mesmo lugar que estudamos", definiu Michelle van Heerden, 17 anos.

O Brasil volta a treinar às 10h30 (de Brasília) desta sexta-feira, no Fairway Hotel. Na próxima quarta-feira, a equipe faz o primeiro amistoso preparatório para o Mundial na Tanzânia, contra a seleção da casa.