Candidatura inglesa à Copa de 2018 pode sobreviver

Portal Terra

LONDRES - O demissionário presidente da federação inglesa de futebol e coordenador do comitê encarregado da Candidatura da Inglaterra para sediar a Copa de 2018, Lord David Triesman, foi recentemente acusado de dar falsas declarações ao acusar a federação russa de ajudar a seleção espanhola a subornar árbitros na Copa da África do Sul. Isso custou-lhe o cargo e ameaçou a candidatura inglesa, mas para Michel Platini, presidente da Uefa, Triesman merece apoio, disse o jornal Daily Mail.

Platini e o vice-presidente da Fifa, Jack Warner, elogiaram a ação da federação de futebol da Inglaterra, que rapidamente afastou Triesman, e garantiram que isso não suja a imagem da candidatura. Ainda assim, a Fifa investiga a denúncia de corrupção feita pelo lorde. Ao que tudo indica, o Reino Unido segue forte na briga por sediar uma Copa e tentar repetir o Campeonato de 1966, quando ganhou pela primeira e única vez, em casa.