Em praça com estátua de Mandela, bolas gigantes da Copa roubam a cena

Celso Paiva, Portal Terra

JOHANNESBURGO - Um dos pontos turísticos mais frequentados de Johannesburgo e conhecido pelos bons restaurantes e pela estátua gigante do ex-presidente sul-africano, a Nelson Mandela Square viu um objeto relacionado ao futebol tomar toda a atenção do local.

Abaixo do relógio da contagem regressiva para o início da Copa do Mundo, que por sinal estava quebrado neste sábado, estão localizadas bolas gigantes dos últimos mundiais. A ideia, que partiu da patrocinadora esportiva que fornece as bolas para o evento, traz modelos da Copa de 1970, na qual o Brasil levou o tricampeonato, em diante.

Impressionados com o tamanho e os detalhes dos objetos, centenas de turistas que passaram pelo local neste fim de semana, pararam alguns minutos do seu tempo para registrar uma foto perto das bolas gigantes. A que ganhou atenção especial do público foi a Jabulani, que será utilizada durante o Mundial que inicia em menos de um mês. O modelo é o mais detalhado de todas as bolas representadas no local.

A trabalho na África do Sul, um grupo de brasileiros, colegas em uma empresa que fabrica bombas para plataformas petrolíferas, aproveitou o dia de folga para entrar no clima de Copa do Mundo. "É muito interessante este ponto turístico, com essas bolas no fundo. Já da o efeito de Copa do Mundo, principalmente para nós brasileiros que somos fanáticos por futebol", afirmou Eduardo Liberato.

Passeando com uma camisa do Corinthians, Fernando Perez, colega de Eduardo, se mostrou confiante em uma boa campanha da equipe do técnico Dunga e concordou com o fato do treinador ter deixado de fora da sua lista o lateral Roberto Carlos e o atacante Ronaldo. "Acho que o tempo deles já passou. Já deram o que tinham que dar. Os jogadores tem que ser esses que estão aí mesmo. São nomes bem-vindos e espero que tenha um bom resultado este ano".