Borges faz três e Grêmio busca virada heroica sobre o Santos

Portal Terra

PORTO ALEGRE - Com grande atuação no segundo tempo, o Grêmio conseguiu um bom resultado no jogo de ida da semifinal da Copa do Brasil, nesta quarta-feira, no Estádio Olímpico: venceu o Santos por 4 a 3, em uma virada espetacular, e jogará pelo empate na partida de volta, na Vila Belmiro. Depois de ir para o intervalo perdendo por 2 a 0, o time gaúcho reagiu com três gols de Borges e um de Jonas. André (duas vezes) e Robinho descontaram.

O Grêmio começou a partida com três zagueiros, e Hugo na ala esquerda. O time não se acertou na nova formação e ameaçou só em um chute fraco de Adílson, facilmente defendido por Felipe, aos 4min. Melhor em campo, o Santos assustou Victor com uma finalização de longe de Marquinhos, mas o goleiro, preterido por Dunga na convocação para a Copa do Mundo, espalmou bem.

O time paulista abriu o placar aos 15min, após cobrança de escanteio de Marquinhos. Victor não saiu do gol e André apareceu sozinho na segunda trave para cabecear para as redes. Marcando muito mal, os gaúchos sofreram o segundo gol cinco minutos depois: lindo passe de Paulo Henrique Ganso, que teve ótima atuação, para André. Frente a frente com o goleiro, o centroavante santista tocou com categoria para fazer 2 a 0.

Depois do segundo gol, o técnico Silas mudou o desenho tático do Grêmio, movendo Edílson para a lateral esquerda, liberando Mário Fernandes na direita e devolvendo Hugo ao meio de campo em um 4-4-2. O time melhorou e assustou aos 22min, em bomba de Edílson de fora da área que Felipe defendeu com o pé; na sobra, Borges, sozinho, bateu cruzado para fora.

A chance de ouro para o Grêmio empatar veio no minuto seguinte, quando Durval derrubou Willian Magrão dentro da área. Porém, Jonas bateu mal o pênalti, no meio do gol, e Felipe defendeu. Sem se abalar com a cobrança desperdiçada, a equipe da casa passou a atacar mais. Aos 28min, Jonas rolou de calcanhar para a chegada de Adílson, que chutou em cima do goleiro santista. No rebote, Edilson chutou de esquerda, para nova defesa de Felipe.

O Santos explorava bem os contra-ataques. Aos 30min, Robinho poderia ter aberto a jogada para André, que estava livre na direita, mas bateu mal, por cima do gol. Dois minutos depois, Ganso quase marcou um golaço. O camisa 10 recebeu de Robinho na área e dominou mal, mas deu um lindo toque para encobrir Victor; a bola bateu no travessão e André não conseguiu concluir de cabeça no rebote.

Com 35min, o goleiro santista voltou a aparecer bem. Borges recebeu passe por trás da zaga e chutou de primeira, mas Felipe mostrou reflexo e fez uma grande defesa, garantindo a vantagem de dois gols até o fim do primeiro tempo.

O panorama no segundo tempo não se alterou: o Grêmio no ataque, buscando reverter a desvantagem, e o Santos esperando a chance de acertar um contragolpe. Aos 8min, Jonas girou na área e conseguiu chutar, mas Felipe, de novo, segurou firme. Dois minutos depois, foi a vez de Borges, em sua jogada característica, receber de costas para o zagueiro, girar e finalizar; porém, a bola foi na rede pelo lado de fora.

A pressão gremista deu certo. Aos 12min, Douglas dominou na área e Edu Dracena tentou desarmar o meia, mas acabou dando uma "assistência" para Borges, que fuzilou Felipe na pequena área e diminuiu para o time da casa. Seis minutos depois, o empate: Rodrigo Mancha perdeu a bola na intermediária defensiva, Douglas acionou Jonas na direita e o atacante cruzou para Borges, no segundo poste, deixar tudo igual no placar.

Dorival Júnior reagiu ao empate de forma drástica: sacou Rodrigo Mancha, que havia acabado de entrar, para colocar Rodriguinho. Depois de sair, o volante, muito irritado, esmurrou o banco de reservas. A substituição não fez efeito: aos 21min, Jonas soltou um foguete de fora da área, sem chances para Felipe, e conseguiu a virada.

O terceiro gol fez o Grêmio crescer no jogo, e Borges voltou a balançar as redes aos 31min. O centroavante recebeu passe de Jonas em posição legal, saiu frente a frente com Felipe e bateu com estilo no canto do goleiro para fazer 4 a 2.

O Santos, porém, não estava morto. Aos 38min, Ganso deu mais um passe espetacular, encontrando Robinho livre do outro lado da área. O atacante, nome certo na Copa do Mundo, matou no peito e chutou forte para estufar as redes de Victor, diminuindo a desvantagem para o jogo de volta. Nos minutos finais, o time paulista voltou a jogar no ataque, em busca do empate, mas não conseguiu vazar a defesa gremista.

FICHA TÉCNICA

Grêmio 4 x 3 Santos

Gols

Grêmio: Borges, aos 12min, 18min e 31min; Jonas, aos 21min do 2º tempo

Santos: André, aos 15min e aos 20min do 1º tempo; Robinho, aos 38min do 2º tempo

Ponto Forte do Grêmio

Não se abalou com a desvantagem de 2 a 0 no intervalo e fez um grande segundo tempo, com destaque para os três gols de Borges

Ponto Forte do Santos

Muita velocidade e eficiência nos contra-ataques, bem explorados durante toda a partida

Ponto Fraco do Grêmio

Início muito ruim, com a defesa atrapalhada no esquema 3-5-2 e Hugo deslocado para a ala esquerda

Ponto Fraco do Santos

Recuo excessivo no segundo tempo, principalmente após a saída de Marquinhos, substituído por Rodrigo Mancha - que deixou o campo logo depois para a entrada de Rodriguinho

Lance bizarro

Bolada de Léo na cara de Paulo Henrique aos 8min de jogo, que deixou o meia santista caído no gramado durante quase um minuto

Personagem do jogo

Borges, que comandou a virada do Grêmio com três gols no segundo tempo

Esquema Tático do Grêmio

3-5-2

Victor; Rodrigo, Ozeia e Mário Fernandes (Joílson); Edílson, Adílson, Willian Magrão (Fábio Rochemback), Douglas (Maylson) e Hugo; Jonas e Borges. Técnico: Silas

Esquema Tático do Santos

4-4-2

Felipe; Pará, Edu Dracena, Durval e Léo (Maranhão); Arouca, Wesley, Marquinhos (Rodrigo Mancha, depois Rodriguinho) e Paulo Henrique Ganso; Robinho e André. Técnico: Dorival Júnior

Cartões amarelos

Grêmio: Rodrigo, Ozeia, Adílson e Hugo

Santos: Durval, Léo, Robinho, Marquinhos e Arouca

Árbitro

Sandro Meira Ricci (DF)

Local

Estádio Olímpico, Porto Alegre (RS)

Público

38.473

Renda

R$ 819.403,00