Copa do Mundo: fora, dupla do Santos se concentra no futuro

Jornal do Brasil

BRASÍLIA, SANTOS E PORTO ALEGRE - Com a mesma facilidade com que marcou 25 gols em 30 jogos nesta temporada, o atacante Neymar, 17 anos, comentou a convocação do técnico de Dunga para a Copa.

Valeu. O trabalho não pode parar por aqui, não. Eu estava na expectativa, mas infelizmente não deu. Mas vou batalhar mesmo assim disse.

Ganso não quis falar sobre a escolha de Dunga:

Não posso falar.

Poucas horas depois, ao saber que integrava a lista de espera da Seleção Brasileira, com sete jogadores, Ganso demonstrou satisfação.

Fiquei muito feliz. Não estou surpreso porque esperança sempre tive. A torcida inteira, o Brasil estava pedindo por mim e pelo Neymar na seleção. Estar entre os 30 é uma grande vitória para mim.

Os dois jogadores, além de Robinho (primeiro santista convocado após 36 anos) e o restante dos jogadores do clube paulista, acompanharam a convocação pela TV, na concentração do Santos. Chamado para sua segunda Copa do Mundo, Robinho tentou consolar os colegas de time.

Lógico que eles ficaram tristes, mas sabem que qualidade eles têm. Não conversei direito com eles, mas qualquer jogador não gostaria de ficar fora. Eles são jovens ainda e terão muito tempo.

O técnico Dorival Júnior considerou coerente a decisão de Dunga de não convocar a dupla santista.

Encaramos com naturalidade. Tenho certeza de que eles estarão preparados para convocações futuras. E estamos felizes pela convocação do Robinho disse Dorival.

Na imprensa internacional, a ausência de Ronaldinho da lista dos 23, apesar de estar entre os sete de espera, ganhou as manchetes. Até o site da Fifa destacou o fato. Segundo a página na internet, o meia-atacante, apontado como o melhor jogador do mundo em 2004 e 2005, esteve em boa forma durante a temporada com a camisa do Milan, mas acabou não convocado. Ronaldinho não fez comentários. Seu irmão e empresário, Roberto Assis, falou:

Nós decidimos não fazer qualquer tipo de comentário agora. Vamos falar no momento certo. Estamos tranquilos e reagimos com muita calma à convocação. Vamos aguardar o momento certo para soltar alguma nota oficial ou emitir algum comunicado. Na verdade, vamos ver se vale a pena falar alguma coisa.

Em Porto Alegre, o goleiro Victor, do Grêmio, não escondeu a frustração.

Minha Copa do Mundo agora é a Copa do Brasil, vou dar a vida pelo Grêmio afirmou ele, segurando o choro. Eu criei uma expectativa, estava confiante na convocação, mas futebol tem muito disso. Eu fiquei muito chateado, em silêncio, quieto. Falei com minha mãe e minha noiva, foi essa a reação. O Dunga tem os motivos dele, tenho que aceitar. Não acho que foram questões técnicas, eu me vejo em condições iguais aos que foram convocados. Foram questões pessoais e do treinador. Estou em dia com minha consciência.

Lula apoia lista; Dilma e Serra fazem ressalvas

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva apoiou a convocação de Dunga, mas os dois principais pré-candidatos à presidência, José Serra (PSDB) e Dilma Rousseff (PT), revelaram a preferência pela dupla Neymar e Ganso.

Lula considerou justa a lista do treinador da Seleção, segundo relatou o ministro do Esporte, Orlando Silva, que assistiu pela TV convocação ao lado de Lula.

O presidente achou positiva a convocação e, sobretudo, apoia o Dunga pela iniciativa de contar com um grupo que é ativo, é guerreiro, que mostrou muito espírito coletivo nas últimas competições disse o ministro. Ele (Lula) tem confiança de que essa seleção pode ter um bom resultado na África do Sul.

Em Rio Grande (RS), Dilma contou sua preferência pela dupla do Santos.

Eu, no meu chinelo da humildade, gostaria muito de ver o Neymar e Ganso. Acho que eles têm essa capacidade de fazer a gente olhar, têm esse lado brincalhão e alegre.

Em Goiânia, o palmeirense Serra queria ver os santistas.

Eu teria posto o trio santista, o Neymar, o Ganso e o Robinho, porque eles já estão entrosados. Mas o Dunga concluiu que não, é área dele. Se eu continuar dando palpite, ele vai dizer que vai dar palpite na campanha ou nas outras coisas que eu fiz ou faço. De maneira que agora sou Dunga fechado.