Médico da Seleção afirma que Kaká não será problema na Copa

Portal Terra

RIO DE JANEIRO - Um dos principais jogadores da Seleção Brasileira, Kaká teve seu rendimento comprometido no Real Madrid nesta temporada por uma pubalgia, gerando dúvidas a respeito de suas condições para a Copa do Mundo da África do Sul. Contudo, segundo o médico da equipe verde e amarela, José Luiz Runco, o meia estará em ótimas condições no Mundial.

"Ele (Kaká) sempre nos posiciona que está bem, que está voltando e estamos tranquilos. Ele não será problema, em absoluto", disse o médico, que esteve em Curitiba participando do 1º Congresso Internacional de Medicina do Futebol.

Logo depois de se recuperar da pubalgia no fim de 2009, Kaká voltou a jogar, mas, em março, retornou para o departamento médico do Real Madrid, causando novas desconfianças.

Runco, porém, não acredita que a lesão no púbis volte a ser problema. Para o médico, toda a polêmica foi causada por uma confusão feita sobre as lesões que Kaká teve no final da temporada europeia.

"São duas coisas diferentes. Ele (Kaká) teve a pubalgia no ano passado e, em 2010, sofreu com uma lesão no músculo adutor da coxa, que o tirou dos gramados por quatro semanas. Mas já retornou, está jogando normalmente e não há preocupação quanto a isso", disse.

Após a convocação da Seleção Brasileira, agendada para esta terça-feira, todos os atletas serão avaliados e qualquer problema de ordem médica pode custar a presença na Copa do Mundo.

"Vamos repetir a mesma metodologia que aplicamos há 12 anos. Todos os jogadores passarão por avaliações médicas e quem não estiver em condições será cortado", explicou.

Quanto aos jogadores fora de forma ou vindos do estresse de final de temporada, Runco não vê problemas. Segundo o médico, há um treinamento específico para não desgastar esses atletas, preparando a equipe para uma maratona de sete jogos em um mês - quantidade de partidas que as duas seleções que chegarem à final da Copa disputarão na África do Sul.