Brasil e Espanha são favoritos, a um mês do Mundial

Agência AFP

JOHANNESBURGO - Brasil e Espanha, os dois primeiros classificados neste momento no ranking da Fifa, aparecem como os grandes favoritos no Mundial da África do Sul-2010, que começa dentro de um mês, no dia 11 de junho, com a partida inaugural entre África do Sul e México.

A seleção espanhola, atual campeã da Europa, é a que está em sua melhor fase. Com Vicente del Bosque como técnico, só perdeu uma partida, nas semifinais da Copa das Confederações contra os Estados Unidos (2-0), ganhando todas as demais, incluindo os dez jogos das eliminatórias.

Mas esse favoritismo poderá ser ameaçado com as lesões sofridas por seus jogadores; a Espanha tem Fernando Torres, Andrés Iniesta e Cesc Fábregas em recuperação.

O caso mais preocupante é o caso de Torres, que se submeteu a uma cirurgia em abril, no joelho direito; os torcedores temem por outros casos, como o "cérebro" Xavi Hernández, com problemas na perna esquerda, e que forçou muito nas últimas partidas com um Barcelona que jogava pelo título espanhol.

Santi Cazorla, David Villa, Jesús Navas e Marcos Senna tampouco estão em sua melhor condição física.

"A Espanha é favorita, mas cuidado com as oitavas", afirmou recentemente o ex-técnico espanhol Javier Clemente, agora treinador do Valladolid.

O técnico se referiu ao fato de que, caso a Espanha supere a primeira fase, ocupando um dos dois primeiros lugares do Grupo H, no qual também estão Suíça, Chile e Honduras, terá de enfrentar provavelmente nas oitavas de final Brasil ou Portugal, primeiro e terceiro, respectivamente, do ranking da Fifa.

O Brasil é o outro grande favorito do torneio, mas sua maior dificuldade chegará no chamado Grupo da Morte, o G, no qual também está Portugal, com a estrela Cristiano Ronaldo; Costa do Marfim, que parece ser o melhor time africano, e Coreia do Norte.

Para o Brasil, a maior preocupação é a recuperação total de Kaká, o melhor jogador da Copa das Confederações, conquistada em 2009 na África do Sul, que jogou toda esta temporada no Real Madrid com problemas de pubalgia.

O Mundial servirá para comprovar se Kaká será afetado por essa lesão a ponto de deixar de brilhar na seleção brasileira.

Se Espanha e Brasil são, a um mês do Mundial os principais favoritos, a seleção inglesa de Fabio Capello e a argentina de Leo Messi aparecem logo atrás.

A Inglaterra fez uma grande campanha na fase de classificação, ainda que sua estrela, Wayne Rooney, tenha se queixado no fim da temporada de problemas no músculo adutor. Caso o jogador não esteja completamente recuperado da lesão, sua equipe poderá sofrer as consequências.

A Argentina conta com Leo Messi, provavelmente o melhor jogador do mundo atualmente, mas o que falta saber é se o atleta conseguirá realizar, na Copa, as mesmas jogadas que exibiu no Barcelona.

Mas o técnico, Diego Maradona, ainda não definiu equipe definida.

Os outros aspirantes europeus ao título são Holanda, Portugal, Alemanha e Itália, ainda que o Mundial seja disputado pela primeira vez na África, abrindo mais possibilidades a equipes do continente brilharem, como Costa do Marfim e Camarões, lideradas por Didier Drogba e Samuel Eto'o.