Rogério Lourenço receberá aumento e deve ser efetivado nesta sexta

JB Online

RIO DE JANEIRO - Apesar de ainda não confirmar a efetivação do técnico Rogério Lourenço no comando do Flamengo, Patrícia Amorim dá indícios que tudo caminha para a permanência do treinador no comando da equipe. Pelo menos, até o final desta temporada. O técnico e a presidente tiveram uma conversa para acertar as bases salariais e os termos do contrato e o anúncio da efetivação deve sair nesta sexta.

Assim como aconteceu com Andrade, após a saída de Cuca, no ano passado, Rogério continuará funcionário do clube e receberá um significativo aumento salarial de R$ 7 mil para R$ 50 mil mensais. A iniciativa representa uma valorização do trabalho do treinador que assumiu o time num momento delicado com a queda do vice de futebol MArcos Braz e do técnico Andrade, após a eliminação da Taça Rio para o Botafogo.

Depois da classificação para as quartas de final da Copa Libertadores, a presidente rubro-negra era só elogio a Rogério Lourenço.

- O Rogério é cria da casa e está reagindo muito bem ao desafio de ser treinador. Ainda não o efetivamos, mas caminhamos para isso. Acredito que ele terá ainda muito tempo como técnico do Flamengo. Essa parada da Copa vai nos dar tempo para trabalhar - disse Patrícia.

Se a situação de treinador está mais ou menos encaminhada, Patrícia Amorim prefere a cautela na vaga deixada por Marcos Braz. Até o momento, a dirigente procura um nome para o cargo de diretor executivo do departamento, mas falta um consenso no grupo político que comanda o clube.