Defender cobrança de falta de Chicão emociona Bruno

Jornal do Brasil

RIO - Apesar do gol que garantiu a classificação rubro-negra para a fase quartas de final da Taça Libertadores, o atacante Vagner Love não foi o jogador que mais festejou o resultado de quarta-feira contra o Corinthians. Bruno, acusado de ter falhado no gol de cabeça de Ronaldo, deixou o Pacaembu aliviado e com o sentimento de vingança. Tudo por causa do último lance da partida, quando Chicão cobrou, com maestria, uma falta no ângulo direito do goleiro, que salvou de tapinha.

Uma defesa, que, além da dificuldade, remeteu o capitão do Flamengo à eliminação para o Internacional na Copa do Brasil, em 2009. O time viu a classificação escorrer pelas mãos no último minuto da partida. Para não repetir a frustração do ano passado, Bruno usou toda a sua concentração na hora da cobrança.

Passou o filme daquele jogo na cabeça. O Andrezinho fez aquele gol, e também sei que o Chicão é um ótimo cobrador. Mas falei para mim: agora é tudo ou nada. Se a bola passar da barreira, eu vou pegar revelou o goleiro rubro-negro.