"Luxemburgo também erra às vezes", diz Paulo Henrique Ganso

Samir Carvalho, JB Online

SANTOS -

A partida entre Santos e Atlético-MG nesta quarta-feira, no Estádio do Mineirão, pelas quartas de final da Copa do Brasil, marcará o reencontro dos meninos da Vila com o técnico Vanderlei Luxemburgo, que comandou a equipe santista na temporada passada. Apesar de elogiar o ex-comandante, o meia Paulo Henrique Ganso fez questão de dizer que Luxemburgo também comete erros na carreira.

O camisa 10 do Santos lembrou que o treinador o deixou juntamente com Neymar no banco de reservas na reestreia de Luxemburgo, no comando do clube da Baixada Santista, na vitória diante do Atlético-PR por 1 a 0, no dia 22 de junho, na Vila Belmiro, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2009.

"O Luxemburgo também erra. Pode se dizer que ele errou, pois depois eu e o Neymar entramos e decidimos a partida. Depois, ficamos como titulares. Às vezes ele erra também", afirmou o meia Paulo Henrique Ganso.

Na ocasião, as duas principais revelações do alvinegro nos últimos anos entraram no segundo tempo nas vagas do volante Roberto Brum e do meia-atacante Robson, que atualmente está emprestado ao Avaí. O Santos venceu por 1 a 0 após os dois atletas desequilibrarem na partida. Neymar, inclusive, foi o autor do gol da vitória santista.