Babá suspeita de agredir bebê se apresenta à polícia em PE

Portal Terra

RECIFE - A babá de 33 anos suspeita de cometer abuso sexual e maus-tratos contra um bebê de 7 meses, em Cruz de Rebouças, no município de Igarassu, região metropolitana do Recife (PE), apresentou-se à polícia nesta segunda-feira. Ela prestava depoimento nesta manhã na sede da Gerência de Proteção à Criança e ao Adolescente (GPCA), no bairro da Benfica, na capital pernambucana. Segundo a polícia, a babá entrou na unidade pela porta de trás, para despistar a imprensa.

Os pais do bebê, que não foram identificados para preservar a criança, prestaram queixa à polícia depois de flagrarem, através de uma câmera instalada dentro de casa, a babá agredindo a criança. A babá também é suspeita de abuso sexual, já que o menino apresenta ferimentos no pênis. As imagens mostram a mulher jogando água no rosto do bebê e batendo na criança. Em uma das gravações, a mulher segura o menino pelo pescoço e o joga violentamente contra o sofá.

Os pais decidiram instalar a câmera depois de o bebê demonstrar grande dificuldade para dormir e de os vizinhos afirmarem que o menino passava grande parte do dia chorando. Segundo a Constituição, crimes de abuso sexual e maus tratos são considerados estupro e tortura. A pena, nesses casos, pode chegar a 15 anos de prisão. Os delegados Zanelli Alencar e Mariana Vilas Boas, da GPCA, investigam caso.