Santos vence de virada e fica perto do título

Portal Terra

SÃO PAULO - Após um primeiro tempo decepcionante, o Santos "acordou" no segundo e venceu o Santo André por 3 a 2 de virada neste domingo, no Pacaembu. O resultado deixa a equipe do técnico Dorival Júnior perto do 18º título do Campeonato Paulista de sua história.

Por ter feito a melhor campanha da competição, o time alvinegro pode até perder por um gol de diferença no próximo domingo, no mesmo Pacaembu, que levantará a taça de campeão estadual.

O Santo André anulou o rival nos primeiros 45 minutos e abriu o placar com Bruno César. No entanto, com gols de André e Wesley (dois), o Santos garantiu o resultado positivo. No fim, Rodriguinho fez o dele e alcançou Ricardo Bueno no topo da artilharia do Estadual (15 gols).

No embalo da imensa maioria dos torcedores no Pacaembu, o Santos começou no ataque. Logo no primeiro minuto, Robinho recebeu na entrada da área e rolou para Wesley chutar forte. Júlio César fez difícil defesa. Mas se enganou quem pensaria que o time alvinegro teria facilidade.

Bem postado na defesa e com forte marcação, a equipe do ABC paulista equilibrou a partida e desperdiçou boas chances. O goleiro Felipe apareceu bem, salvando chute cruzado de Rodriguinho e finalização de Branquinho após boa jogada individual.

O Santos tentou responder, mas, embora tivesse mais posse de bola, não conseguia furar a defesa rival. Para piorar a situação da equipe de Dorival, que completou 48 anos neste domingo, o Santo André, na bola parada, abriu o placar aos 34min. Bruno César bateu falta no canto direito e Felipe não conseguiu alcançar.

A equipe do litoral partiu em busca da igualdade, mas passou a abusar dos erros de passes. Quando saiu uma envolvente trama no ataque, Robinho errou o alvo. Em rápido contra-ataque, Nunes, livre, ainda desperdiçaria grande chance de ampliar.

"Nossa equipe não compareceu. Vamos entrar agora para o primeiro tempo", afirmou Dorival, insatisfeito, antes do início da etapa final. O treinador ainda teve que fazer uma mudança forçada no intervalo: Neymar, que machucou o olho ao sofrer queda, deu lugar a André.

A bronca do treinador parece ter surtido feito. Com velocidade, o time encurralou o Santo André e em cinco minutos no segundo tempo já havia chegado com perigo em duas ocasiões. Aos gritos de "vai pra cima deles, Santos" das arquibancadas, o gol santista parecia questão de tempo. E saiu aos 12min. Após cobrança curta de escanteio, Paulo Henrique Ganso fez boa jogada e cruzou para André marcar.

A virada também não demorou. Contra-ataque santista e Robinho tocou para Wesley bater cruzado e virar o placar aos 16min. O Santo André ainda tentou responder, mas Wesley, após passe de Pará, marcou mais um aos 24min.

O time de Sérgio Soares ainda teve Toninho, expulso, aos 30min. No entanto, na base da vontade, conseguiu descontar no fim. Aos 37min, Gil acertou a trave após cruzamento de Rômulo. No rebote, o artilheiro Rodriguinho deixou sua marca e diminuiu o prejuízo.