Atletismo: Bolt nega que vá correr em outra prova e esnoba 400 metros

Jornal do Brasil

RIO DE JANEIRO - O velocista jamaicano Usain Bolt, rei absoluto das provas de velocidade desde 2008 e que inicia a temporada 2010 no próximo 19 de maio no Meeting de atletismo de Daegu, na Coreia do Sul, disse sexta-feira que não tem vontade, pelo menos por enquanto, de correr os 400 metros. O atleta de 23 anos se cobriu de ouro nos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008, e no Mundial de 2009 nos 100, 200 e 4x100 metros, modalidades nas quais detém o recorde mundial.

Diante desta hegemonia, muitos sugeriram que tentasse também vencer a prova dos 400 metros, algo que ele rejeita por enquanto.

Não vou além dos 200 metros disse Bolt durante entrevista coletiva por telefone, falando de Xangai. O treinamento é muito mais intenso do que nos 200 metros. Acho que não estou pronto.

Bolt revelou que há certa pressão para que ele passe a correr os 400 metros.

Não quero correr os 400 metros. As pessoas querem que eu corra, mas eu não quero. Se é preciso passar por isso para se tornar uma lenda do esporte, imagino que teria que fazê-lo. Mas não tenho vontade acrescentou o velocista jamaicano.

Ele ainda disse que o fato de seu rival americano nos 100 metros, Tyson Gay, conseguir recentemente passar abaixo dos 45 segundos nos 400 metros, não o impressionou.

Cumprimento-o, mas não me motiva. A única prova que gostaria de experimentar é o salto em distância, mas no final da minha carreira assegurou Bolt.

O atleta jamaicano, primeiro homem a correr 100 metros em 9,58 segundos, diz que não espera conseguir grandes marcas no início da temporada, mas já tem a mente focada na próxima meta.

Tudo é possível. O recorde passará para 9,4. Já disse outras vezes, espero ser a pessoa que consiga fazê-lo afirmou o atleta.

Em 2010, uma temporada sem grandes competições de atletismo, Bolt tem previsto participar das principais provas da Liga do Diamante, novo circuito profissional da Federação Internacional de Atletismo, começando por Daegu e seguindo para Nova York, Paris e Bruxelas.