Tranquilo, Bellucci avança e desafia ex-número 4 nas quartas

Portal Terra

BARCELONA - Após sofrer bastante em sua última exibição no ATP 500 de Barcelona, Thomaz Bellucci teve um dia tranquilo nesta quinta-feira. Com facilidade, o brasileiro controlou o peso da torcida a favor de Guillermo García-López e venceu o rival com um duplo 6/4 em 1h47. Classificado às quartas de final, o paulista desafia agora outro espanhol, David Ferrer, que foi o número quatro do mundo em 2008.

Assim como Bellucci, Ferrer não encontrou grandes problemas para passar de fase nesta manhã. Em apenas 44 minutos, ele vencia por 6/0 e 3/0 o italiano Simone Bolelli, que preferiu desistir do embate. Nesta sexta-feira, o sul-americano e o europeu repetirão o confronto válido pela segunda rodada do Torneio de Acapulco, em fevereiro passado, quando o tenista mais experiente ganhou por 6/4 e 6/1.

De novo no saibro, o paulista, 22 anos, vai em busca da revanche, que pode levá-lo à semifinal de um ATP pela quinta vez na carreira. No nível 500, de qualquer forma, a vitória desta quinta já lhe valeu a melhor campanha em seu curto período como profissional.

Contra García-López, Bellucci realizou uma apresentação bem mais consistente que aquele do dia anterior, quando só superara o romeno Victor Hanescu por 6/2, 1/6 e 7/5. Com 70% de aproveitamento de primeiro saque, ele salvou quatro de cinco break points e só teve o serviço quebrado no início do primeiro set, perdendo momentaneamente uma vantagem de 2/1. O troco, porém, viria logo a seguir.

No segundo set, ambos os atletas iam confirmando seus saques sem grandes dificuldades até o nono game, em que o brasileiro criou um 15-40 e aproveitou a chance para confimar o êxito. Assim, vingou-se da derrota sofrida ante o número 42 do mundo na quadra dura do Masters 1000 de Indian Wells, em março.

O resultado confirma a volta de Bellucci ao top 30 do ranking. Afastado do grupo desde 15 de fevereiro, ele já deve subir da 33º para a 29º lugar na próxima segunda-feira. Caso surpreenda Ferrer, atualmente o 17º colocado da lista, o jovem pode ganhar mais dois postos, chegando ao melhor posicionamento de sua vida na ATP.