São Paulo ignora passado desastroso e não teme rivais brasileiros

Portal Terra

SÃO PAULO - Nos últimos quatro anos o São Paulo enfrentou e foi derrotado por brasileiros na fase de mata-mata da Libertadores. Cientes de que poderão enfrentar um dos quatro rivais nacional na próxima fase - talvez já nas oitavas, dependendo dos resultados dos jogos de Corinthians e Inter na quinta-feira, os são-paulinos garantem que não há traumas.

O fantasma brasileiro na Libertadores começou em 2006. Apesar de ter eliminado o Palmeiras nas oitavas, o São Paulo, então campeão da Libertadores, chegou até a final da Libertadores e parou no Internacional. No ano seguinte, o algoz foi o Grêmio, que eliminou o time tricolor paulista nas oitavas em seu caminho até a final.

Em 2008, o São Paulo perdeu nos últimos minutos a vaga para semifinal ao ser eliminado pelo (futuro finalista) Fluminense no Maracanã. Em 2009, o Cruzeiro, também nas quartas de final e - mais tarde - igualmente finalista, foi quem deixou o São Paulo longe do sonho do tetra.

"Nos últimos anos perdemos para os brasileiros sim. Mas o São Paulo já foi campeão da Libertadores derrotando times brasileiros", disse o goleiro Rogério Ceni, relembrando que em 1992, 1993 e 2005 o clube eliminou brasileiros no caminho até o título.

Além deste retrospecto negativo contra os brasileiros, o São Paulo precisa também dar fim ao tabu de não vencer competições mata-matas que já entra em seu quinto ano. Desde a vitória sobre o Liverpool no Mundial da Fifa, no fim de 2005, o São Paulo não consegue sair vitorioso em uma competição eliminatória. Neste período o time conquistou três vezes o Campeonato Brasileiro, competição disputada no sistema por pontos corridos.

"Não tem como evitar times brasileiros. Você vai sair de um time em uma fase e pega outro na seguinte. Acho que todos vão se classificar. Não existe trauma ou temor. Isso (os enfrentamentos) acontece naturalmente", disse o técnico Ricardo Gomes.

Confira o desempenho do São Paulo contra os brasileiros nas últimas Libertadores

2004

Não enfrentou brasileiros

2005

Enfrentou e eliminou o Palmeiras (oitavas) e Atlético-PR (final)

2006

Venceu o Palmeiras (oitavas) e perdeu para o Internacional (final)

2007

Perdeu para o Grêmio (oitavas)

2008

Perdeu para o Fluminense (quartas)

2009

Perdeu para o Cruzeiro (quartas)