Bruno lamenta vaias mas exalta dedicação do time

JB Online

RIO - A decepção do torcedor rubro-negro após o apito final de Jorge Larrionda nesta quarta foi visível. A torcida, que apoiou a equipe durante todo o jogo, transformou os gritos de incentivo em vaias no fim da partida. Um dos jogadores mais experientes do grupo e de forte identificação com a torcida, o goleiro e capitão Bruno disse entender as cobranças das arquibancadas.

Apesar disso, o camisa número 1 não abaixou a cabeça e disse que a equipe precisa continuar trabalhando.

- Quem paga o ingresso quer ver as coisas acontecendo direito. A gente tenta fazer o melhor em campo e as vaias são normais. Não temos tempo para lamentar ou achar culpados. Temos que erguer a cabeça e continuar trabalhando. A torcida tem todo o direito de se expressar, desabafar. Sai de casa, paga ingresso caro e não vê as coisas acontecerem - afirmou.

O goleiro exaltou a dedicação da equipe e disse que o time não conseguiu a vantagem de dois ou mais gols, que deixaria bem encaminhada sua classificação para a próxima fase da Libertadores, por detalhes.

- O Flamengo tentou fazer o melhor em campo. O Caracas explorou os contra-ataques. Não faltou raça e nem vontade. O time jogou bem, mas eles exploraram os contra-ataques e marcaram os gols - completou.

Site do Fla