Estudiantes marca no final e se classifica em primeiro

Portal Terra

LIMA - Com a presença do técnico da seleção argentina, Diego Maradona, no Estádio Centenário de Quilmes, o atual campeão Estudiantes precisou de um pênalti no último minuto de jogo para vencer o Alianza Lima (PER) e terminar na liderança do Grupo 3 da Copa Libertadores. Apesar de dominar toda a partida, o time da casa não conseguiu furar a defesa dos peruanos, que seguraram o resultado até os 48min do segundo tempo, quando o capitão Juan Sebastián Verón marcou o gol da vitória aproveitando rebote de pênalti batido por ele próprio.

O resultado deixou o Estudiantes, atual campeão do torneio, com 13 pontos, na primeira colocação da chave. O time peruano terminou sua participação com 12 pontos, com classificação às oitavas de final assegurada entre os seis melhores segundos colocados.

O time dos selecionáveis Clemente Rodríguez, José Ernesto Sosa e Verón massacrou o adversário, perdendo grandes chances no segundo tempo, principalmente em uma cabeçada do atacante Mauro Boselli, defendida pelo goleiro em cima da linha.

No último minuto, o árbitro marcou um toque de mão da defesa do Alianza Lima dentro da área. Verón foi para a cobrança e teve seu chute defendido pelo goleiro adversário, mas chegou antes no rebote e tocou para o gol vazio, garantindo a vitória sofrida e a liderança do grupo.

E em jogo que só servia para cumprir tabela, o Bolívar (BOL) recebeu o Juan Aurich (PER) e venceu por 2 a 0, com gols no segundo tempo. O resultado levou os bolivianos a quatro pontos, mas não tirou o time da lanterna da chave. Os peruanos terminaram em terceiro, com seis pontos. Os dois times já estavam eliminados da Libertadores.