Acordo entre Flamengo e Pet sob suspeita

JB Online

RIO - As polêmicas com Pet não param. Depois do bate-boca com dirigentes, agora é a vez de o acordo firmado entre ele e o clube ser colocado em dúvida.

Na segunda-feira, o Conselho Deliberativo rejeitou o parecer da comissão que aprovara o acordo com Pet, no qual o Fla, segundo o ex-presidente Delair Dumbrosck, responsável pela negócio, reduziu a dívida de R$ 17 milhões para R$ 10 milhões.

Segundo o próprio Delair, nova comissão será criada para apreciar outra vez o caso. Os adversários do ex-mandatário acreditam que o acordo foi lesivo ao clube e querem explicações do advogado Adalberto Ribeiro, que conduziu a transação.

O tamanho da dívida é de responsabilidade do Edmundo (Santos Silva, ex-presidente). Com o acordo, reduzimos a dívida e evitamos novas penhoras para pagar ao jogador explicou Delair Dumbrosck.