CBF estabelece luto de 3 dias por morte de Armando Nogueira

Portal Terra

RIOO DE JANEIRO - A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) estabeleceu luto de três dias pela morte do jornalista Armando Nogueira, ocorrida nesta segunda-feira, no Rio de Janeiro. Em nota oficial divulgada pelo site da entidade, o presidente Ricardo Teixeira lamentou a morte do jornalista, que passou grande parte de sua carreira na Rede Globo, e confirmou também que os jogos da Copa do Brasil, marcados para esta quarta-feira, terão um minuto de silêncio, em homenagem.

Aos 83 anos, Armando Nogueira foi vítima de um câncer e morreu em seu apartamento, na Zona Sul do Rio de Janeiro. Além dos trabalhos marcantes na Globo, o jornalista trabalhou no Diário Carioca, nas revistas Manchete e O Cruzeiro, nas rádios Bandeirantes e CBN e no canal fechado Sportv.

Confira a nota na íntegra

O jornalista e escritor Armando Nogueira morreu nesta segunda-feira pela manhã, no Rio de Janeiro, aos 83 anos.

Nascido em Xapuri, no Acre, Armando Nogueira sofria de câncer e morreu em casa. Seu corpo será velado nesta segunda-feira, a partir das 13 horas, na Tribuna de Imprensa do Maracanã. O enterro será amanhã, terça-feira, às 12 horas no Cemitério São João Batista.

O presidente da CBF, Ricardo Teixeira, lamenta profundamente a morte do brilhante cronista, um dos mais importantes jornalistas brasileiros, com trajetória profissional marcante nas mais conceituadas empresas de comunicação do país.

O presidente Ricardo Teixeira, em nome também de diretores e funcionários da CBF, envia os pêsames aos familiares de Armando Nogueira e estabelece o luto oficial de três dias no futebol brasileiro, sendo observado portanto o minuto de silêncio nos jogos da Copa do Brasil desta quarta-feira.