Brasil conquista mais três medalhas de ouro na Ginástica, em Medelin

JB Online

COLÔMBIA - A Confederação Brasileira de Ginástica (CBG) tem motivos de sobra para comemorar a participação nos Jogos Sul-Americanos de Medelin. Depois de grandes resultados da ginástica artística, agora é a vez da rítmica apresentar suas conquistas na competição na Colômbia, onde a Seleção Brasileira, na competição individual, foi campeã por equipe, e no individual geral, com Angélica Kvieczynski. Além disso, na competição geral de conjunto o Brasil também conquistou a medalha de ouro.

Nesta segunda-feira, a partir das 17h (Horário de Brasilia), as ginastas Ana Paula Alencar, Ana Paula Ribeiro, Ana Paula Scheffer, Luisa Matsuo, Letícia Dutra e Larissa Barata ainda competem no conjunto em busca de uma nova medalha nas provas de cinco arcos e na de três fitas e duas cordas.

Tivemos um nível bem alto nesse campeonato, principalmente com a Venezuela, que ficou com o segundo lugar com a ginasta Acevedo. Acredito que a América do Sul vem crescendo cada vez mais na ginástica e podemos notar essa evolução a cada competição - comentou a ginasta brasileira de 18 anos, lembrando, ainda, que Darya Shara, da Argentina, ficou na terceira colocação.

E Angélica não foi a única brasileira a conseguir bons resultados na competição disputada no Complexo Esportivo Atanásio Girardot. O Brasil colocou suas três ginastas entre as oito primeiras do individual geral do campeonato, já que Eliane Sampaio foi a quarta colocada e Rafaela Costa ficou com a sexta posição.

O Brasil volta a competir pelos Jogos Sul-Americanos ainda hoje, quando terá novas chances de medalhas de ouro novamente com Angélica e, ainda, com Rafaela. As duas competirão no individual por aparelho.

Fiquei satisfeita com a minha apresentação de ontem e espero fazer ainda melhor na competição de hoje para garantir mais um ouro para o Brasil , afirmou Angélica Kvieczynski.