Após liderar treino, Hamilton "exagera" e é parado por polícia

Portal Terra

MELBOURNE - Após abrir na primeira posição os treinos livres para o Grande Prêmio da Austrália, Lewis Hamilton continuou acelerando. Na saída do circuito Albert Park, o piloto fez uma coisa "estúpida", conforme ele próprio definiu, acelerando como se ainda estivesse na pista. Em função disso, acabou repreendido pela polícia local.

Hamilton, que nesta manhã marcou 1min25s801 para liderar com tranquilidade a sexta-feira de treinos em Melbourne, teve problemas não a bordo de um McLaren e sim de um carro de rua, uma Mercedes 2010. Quando foi deixar o parque onde fica localizado o autódromo, acelerou bem mais do que poderia, em comportamento que não passou despercebido pelos guardas.

"Eu estava guiando em um modo mais do que exuberante e por isso fui parado pela polícia", disse o piloto, 25 anos, que divulgou um comunicado oficial para se desculpar. "O que fiz foi estúpido e me desculpo".

Questionado sobre o caso, um porta-voz da polícia australiana lembrou que, pelo menos quando não estão no circuito, até os pilotos devem respeitar as leis de trânsito. Ele informou ainda que a Mercedes de Hamilton ficará retida por 48 horas.