Andrade escala força máxima e não abre mão de vitória contra o América

JB Online

RIO DE JANEIRO - Andrade chegou a pensar em poupar alguns jogadores para a partida do próximo domingo, contra o América, no Engenhão. No entanto, a equipe vai com força máxima para o duelo. O treinador comandou o último coletivo antes do jogo nesta sexta e colocou em campo a equipe que atuou na maior parte dos jogos deste início de campeonato: Bruno, Leonardo Moura, David, Fabrício e Juan; Toró, Willians, Kleberson e Vinícius Pacheco; Adriano e Vagner Love.

Para o técnico Andrade, apesar das tradicionais dúvidas, como Petkovic ou Vinícius Pacheco, e Maldonado como titular ou no banco de reservas, o time está mais do que pronto para mais este desafio. Sobre os titulares, quem irá dar a resposta é o tempo.

"Se der tempo ao tempo, vai ser determinado quem joga e quem fica no banco. Temos que esperar as coisas acontecerem. Eu uso um critério independente de nome. Procuro escolher o que é melhor para o Flamengo, e ser justo com todos. Dou oportunidade a todos, e quem, dentro de campo, provar que merece ser titular, vai jogar", explicou.

Segundo o comandante rubro-negro, não há necessidade de poupar jogadores tendo em vista que o time não joga no meio da próxima semana.

"Tem a semana toda, vamos poder poupá-los durante a semana, então não há motivos para poupar jogadores no jogo. Ainda mais que quase todos os jogadores ficaram fora de alguns jogos. Estava mais preocupado com o Love e o Willians, que correm muito, mas deve todo mundo jogar", afirmou.

Manter a seriedade

No domingo, se o Flamengo for derrotado pelo América, complica bastante a situação do rival Vasco. O técnico Andrade, no entanto, não quer nem ouvir falar desta possibilidade.

"Não passou na minha cabeça em nenhum momento. Isso tira a seriedade do futebol. Temos que ir para campo e ganhar o jogo. Estamos brigando para ser o primeiro do grupo. Não dar chance para especulação é importante", observou.

E para seguir brigando pelo título tanto da Libertadores como do Campeonato Carioca, o comandante rubro-negro aposta na força de seu elenco.

"Tem que ter um bom elenco. Se você tem um elenco forte, mais ou menos do mesmo nível, pode-se jogar as duas competições tranquilamente. Nós estamos provando isso. Vamos jogar com a Universidad em casa, e podemos retomar a ponta da Libertadores", finalizou.

Informações - site oficial do Flamengo