Santos terá dificuldades para segurar time atual, diz Jamelli

Portal Terra

SANTOS - Dono de um futebol que vem encantando o país, o time atual do Santos tem atraído os olhos do mundo, despertando o interesse dos grandes clubes europeus sobre seus principais jogadores. E, na visão da diretoria santista, a dificuldade para segurar a equipe que iniciou essa temporada pelo Peixe e vem liderando o Paulistão será grande.

"Claro que queremos segurar esse time por muito tempo. Mas se chega alguém aqui e pagar a multa, como vamos segurar? Só se o atleta não quiser ir. No entanto, isso já é bem mais difícil de acontecer", comentou o gerente de futebol alvinegro, Paulo Jamelli.

O dirigente acrescentou que as equipes do Velho Continente não têm se assustado com os valores das multas de seus principais jogadores, o que lhe leva a crer que realmente será difícil manter o grupo para a disputa, principalmente, do Campeonato Brasileiro, que será, na sua maior parte, jogado após a Copa do Mundo.

"Não vamos vender esses atletas por um valor abaixo da multa. Acontece que na Europa eles não estão se assustando com os valores envolvidos", disse Jamelli, que revelou estar recebendo telefonemas de pessoas ligadas a clubes europeus indagando sobre vários jogadores, especialmente pela dupla formada por Paulo Henrique Ganso, cuja multa rescisória é de 50 milhões de euros, e Neymar, que tem a multa estipulada em 35 milhões de euros para o exterior.

Os meias Wesley e Zé Eduardo, além do atacante André, também estão bem cotados. Espanhóis e principalmente os representantes dos franceses Lille, Paris Saint-Germain e Olympique de Marseille, que estiveram no CT Rei Pelé assistindo a treinamentos do Santos, tem buscado informações sobre esses atletas. André, que pleiteia um aumento salarial junto à cúpula santista, também está na mira de um grupo de investidores alemães.

Outro jogador do Alvinegro Praiano em alta no mercado europeu é o goleiro Felipe, que está discutindo a sua renovação contratual com Peixe. Tanto que, segundo o seu procurador, Wagner Ribeiro, o Milan (Itália), que tentou contratá-lo em 2007, esteve novamente interessado em seu futebol no começo deste ano. Recentemente, outro italiano, a Lazio, também procurou o arqueiro. Entretanto, Ribeiro aconselhou Felipe a recusar a proposta do time romano.