Fãs de Senna se dividem em idolatria e comparações

Portal Terra

DA REDAÇÃO - "Senna é o maior do mundo", dizem dezenas de fãs nos espaços destinados aos comentários das notícias em sites de jornais espanhóis sobre o dia em que Ayrton Senna completaria seu 50º aniversário. Já outros torcedores preferem entrar na hipotética discussão de quem foi o melhor: o brasileiro tricampeão ou o alemão heptacampeão Michael Schumacher.

As mensagens nos fóruns chegam a um debate profundo e, em algumas vezes, acalorado sobre quem foi melhor. O fato de Schumacher ter vencido sete títulos não colocaria o alemão com larga vantagem na votação? Não para muitos, que argumentam o fato e o heptacampeão não ter encontrado um rival à altura até a chegada do espanhol Fernando Alonso.

Além disso, as emocionantes ultrapassagens de Ayrton Senna, a ousadia do piloto e as disputas épicas por posições com Alain Prost, por exemplo, também são levadas em consideração para exaltar Senna e colocá-lo como o "melhor de todos os tempos" da Fórmula 1. Sem falar, é claro, do fato de o brasileiro brigar de igual para igual com rivais que tinham carros melhores.

Além das comparações e dos exercícios de projetar o futuro de Senna caso sua Williams não tivesse se deparado com uma mortal Tamburello em 1º de maio de 1994, os fãs se desmancham em elogios. "Se Deus está por todos os lados é porque tem Ayrton como motorista", diz o leitor do Marca que assina como Roman de Palma. "Ele tinha a magia que ainda não foi vista por nenhum outro piloto desde então", acrescenta outro internauta.

Um leitor que se denomina Tragedias Troyanas diz que Senna foi "o maior, apenas comparável aos deus da antiga Grécia" e que a morte do brasileiro "é que foi uma verdadeira tragédia". O apelido "deus da chuva" também é dado ao brasileiro por outros internautas.