Bauru será sede da Davis, e quadra ficará dentro de campo de futebol

JB Online

SÃO PAULO - Thomaz Bellucci e companhia terão a cidade paulista de Bauru como casa na próxima fase da Copa Davis. De 7 a 9 de maio, quando enfrentará o Uruguai, o Brasil do capitão estreante João Zwetsch tentará, em quadras de saibro, conquistar mais uma vaga na repescagem do Grupo Mundial.

A quadra vai ser montada no campo de futebol do Tennis Club de Bauru. A estrutura será montada dentro do gramado, inclusive as arquibancadas. O número de assentos varia entre três e seis mil lugares. O projeto do local será apresentado na próxima quarta-feira.

Segundo a CBT, Bauru é o local perfeito para que o Brasil tire vantagem das qualidades de Bellucci, tenista número 1 do país e atual 32º colocado no ranking mundial. O paulista tem dois títulos na carreira, e ambos vieram em condições semelhantes: quadra de saibro e cidade com certa elevação.

Foi assim em Gstaad (1.050m acima do nível do mar), na Suíça, no ano passado, e em Santiago (520m de altitude), no Chile, este ano. Bauru fica 526 metros acima do nível do mar.

A opção pela cidade paulista também atrapalhará menos o calendário do número 1 do país. Bellucci poderá disputar o Masters 1.000 de Roma, que começa dia 25 de abril, voltar para o Brasil para a Davis, e então retornar para a Europa, a tempo do Masters 1.000 de Madri, com início marcado para 9 de maio - por atuar na Davis, o brasileiro poderá estrear até na terça-feira, dia 11.

O duelo entre Brasil e Uruguai vale pelo Zonal das Américas, uma espécie de segunda divisão da Copa Davis. Quem vencer avançará aos playoffs do Grupo Mundial, etapa que vale vaga na elite do tênis em 2011.

O Brasil não disputa a divisão principal da Copa Davis desde 2003, quando foi rebaixado ao perder nos playoffs para a Suécia. Desde então, o país teve quatro chances, mas foi derrotado nos playoffs em 2006 (Suécia), 2007 (Áustria), 2008 (Croácia) e 2009 (Equador).