Temos que recriar o espírito de grupo, diz técnico da Inglaterra

Portal Terra

INGLATERRA - O técnico da Inglaterra, Fabio Capello, afirmou nesta quarta-feira ao site do jornal britânico The Times que o maior culpado pelos recentes escândalos que atingiram jogadores que fazem parte da seleção inglesa - como o episódio entre o zagueiro Terry e o lateral Bridge, além da acusação de adultério do lateral Ashley Cole - são os altos salários e a riqueza acumulada pelos jogadores no mundo do futebol. Foi a primeira declaração do italiano à imprensa falando abertamente sobre as polêmicas que atingiram seu grupo.

O treinador disse que já havia sofrido problemas semelhantes quando trabalhou no futebol italiano e espanhol e que o dinheiro cega os jogadores, levando-os a praticar o que ele chamou de "cultura de irresponsabilidade".

"A vida privada é um grande problema para alguns jogadores, mas também traz grandes problemas para os clubes e para mim", afirmou o italiano. "Eles (os jogadores) têm que ser um exemplo para as crianças, para todos os fãs".

Antes do amistoso contra o Egito, nesta quarta-feira, no Estádio de Wembley, o técnico instruiu aos jogadores para que sejam mais cuidadosos nas atividades fora de campo, já que a equipe está na reta final de preparação para a Copa - a lista definitiva dos convocados sai em maio. "Eles devem ficar atentos e sacrificar algo em suas vidas. Será muito importante nessa último período que eles sejam mais cuidadosos em suas vidas privadas. Pedi para que não se arrisquem", disse.

Capello também afirmou estar farto das manchetes humilhantes envolvendo seus atletas e que depois do episódio que culminou com a mudança de capitão na equipe, não vai mais tolerar mais imprudências. "Temos que recriar o espírito de grupo e nos focarmos mais nos treinamentos. Quero falar sobre o desempenho. Quero falar sobre o estilo que jogamos, somente sobre o que realmente acontecer dentro de campo, não fora dele", afirmou ao site britânico.

Para o capitão da Inglaterra na partida contra o Egito, o meia Steven Gerrard, - Ferdinand, o novo capitão da equipe, não jogará o amistoso ¿ o recado foi bem aceito pelo grupo. "Ele foi curto e grosso dizendo para nos concentrarmos no futebol. Disse que temos responsabilidades entro e fora de campo", disse o meio-campo do Liverpool, que também recomendou à esposa que não fosse para a África do Sul a menos que a Inglaterra chegue até as semifinais da Copa.