Reencontro entre Bridge e Terry ofusca goleada do City na imprensa

Portal Terra

INGLATERRA - A goleada do Manchester City sobre o Chelsea trouxe mais emoção ao Campeonato Inglês, mas nem por isso foi o assunto mais comentado entre os jornais britânicos. Enquanto Tevez e Bellamy marcavam dois gols cada e destruiam o time londrino em sua própria casa, os periódicos só falavam sobre a indiferença no reencontro entre Bridge e Terry, após os escândalos envolvendo a modelo Vanessa Perroncel. Com todos os jogadores perfilados, o lateral ignorou o zagueiro e sequer o cumprimentou antes da partida.

O gesto ganhou destaque nos principais jornais da Inglaterra. O The Sun classificou o encontro como uma "rivalidade amorosa". A publicação ironizou Bridge, chamando-o de "coração quebrado e partido". "Wayne Bridge mostrou que ainda está com coração partido ao se recusar a cumprimentar John Terry", diz o trecho do jornal.

Os jornais Daily Mail e Daily Mirror abordaram o reencontro dos rivais como um duelo. Com manchetes como "Bridge se recusa a cumprimentar Terry" e "Gesto vazio", os periódicos destacaram que o zagueiro do Chelsea foi esnobado pelo ex-colega de seleção inglesa, antes mesmo da partida começar.

Já o Daily Telegraph destacou a postura profissional de Terry, que extendeu sua mão ao adversário, mas não teve o gesto retribuído. A publicação afirmou ainda que a manifestação da torcida foi totalmente favorável a Terry, pelo fato de o jogo ter sido no Stanford Bridge, casa do Chelsea.