Fla: Andrade diz que largar bem é fundamental na Libertadores

JB Online

RIO - Nem sempre quem larga na frente, termina na frente. No entanto, com a tabela que o Flamengo tem em sua chave da Taça Libertadores da América, vencer o primeiro compromisso, nesta quarta, no Maracanã, é fundamental. Afinal, depois disso, o time da Gávea terá duas partidas fora de casa, contra Universidad Católica e Caracas. Sendo assim, o técnico Andrade acredita que sua equipe não pode tropeçar contra a Universidad Católica.

Em entrevista ao programa Bem Amigos, da SporTV, o comandante rubro-negro falou sobre este primeiro desafio rubro-negro na luta pelo bicampeonato continental. Para o Tromba, o grupo rubro-negro é complicado, o time chileno tem uma equipe forte, mas, mesmo assim, o Flamengo não pode se intimidar. O treinador quer sua equipe buscando a vitória desde o primeiro minuto de jogo.

- A ansiedade é grande. E o torcedor do Flamengo tem a Libertadores como sonho de consumo. Temos uma chave difícil. Tenho informações de que o Universidad Católica tem um bom time, com três zagueiros. Como depois são dois jogos fora, você já começa a fazer as contas. É primordial vencer o primeiro jogo. Se vencermos, jogamos a pressão para o Caracas, que perdeu a primeira e vai ter que sair para o jogo contra a gente - disse.

Uma das peças que podem ter importância fundamental durante a campanha é o jovem Vinícius Pacheco. O treinador levou apenas três atacantes de origem para o torneio pensando na polivalência do meio-campista, que, segundo ele, também pode atuar mais avançado. Na lista oficial dos 25 jogadores, enviada à Conmebol, inclusive, Pacheco está inscrito como atacante. Já sobre Maldonado, ele é mais cauteloso.

- Eu considero o Vinícius Pacheco um atacante também. Se sentir necessidade, posso adiantá-lo. O Maldonado já está treinado com bola, mas vai demorar um pouco para voltar -explicou.

O treinador aproveitou para ressaltar a importância de conquistar também a Taça Rio. Segundo ele, a eliminação no primeiro turno do Campeonato Carioca acabou sendo uma ducha de água fria, mas o Fla segue de olho no tetra estadual. No entanto, Andrade já admite priorizar a Libertadores em caso de necessidade. Mesmo assim, ele aposta na força do elenco para vencer as duas competições.

- A derrota na Taça Guanabara complicou um pouco, porque a ideia era administrar o segundo turno. O objetivo era vencer o primeiro turno e ter tranquilidade. A minha intenção não é priorizar. Mas, se tiver que optar, vamos dar prioridade à Libertadores, que é o sonho da torcida. Temos um elenco grande, vamos poder dar uma misturada - finalizou.

Site do Fla