Ferrari critica FIA e novas equipes da Fórmula 1

JB Online

ITÁLIA - A Ferrari emitiu, nesta terça-feira, um comunicado oficial criticando à Max Mosley, ex-presidente da FIA e às equipes estreantes na Fórmula 1.

- Este é o legado da guerra santa travada pelo antigo presidente da FIA. O resultado é dois times vacilantes no início do campeonato e uma terceira tentando forçar a entrada através de uma mão invisível. Enquanto isso, perdemos duas montadoras - BMW e Toyota - e a Renault hoje é apenas um nome. Será que valeu a pena? - protesta a escuderia italiana.

A equipe italiana lembra que esta será a última semana para a realização dos testes coletivos da pré-temporada e tanto a Campos quanto a USF1 não possuem planos de ir à pista. Segundo a Ferrrai, isso significa que o desempenho e confiabilidade de seus carros serão uma completa incógnita, caso eles corram no Bahrein.