Após três fracassos, campeã mundial já admite ficar sem medalha

Portal Terra

VANCOUVER - Uma das principais favoritas às medalhas do biatlo nos Jogos Olímpicos de Vancouver, Helena Jonsson já participou de três provas da modalidade e passou longe de brilhar em todas. Neste domingo, a atleta tem uma oportunidade final para não voltar à Suécia sem um bom resultado, possibilidade que ela já admite ser grande.

Antes do início da Olimpíada, Jonsson era apontada como uma das grandes estrelas da competição. Atual campeã mundial e da Copa do Mundo de biatlo na categoria perseguição 10 km, ela já coleciona três fracassos em Vancouver: na prova em que é especialista (14ª colocada), na individual 15 km (49ª colocada) e na sprint 7,5 km km (12ª colocada).

- Eu sabia que os Jogos Olímpicos seriam mais difíceis que a Copa do Mundo, mas não assim. É mais duro do que eu pensava - disse a sueca, 25 anos, que está estreando em um evento desse porte e chorou copiosamente na última quinta-feira ao completar a prova individual de 15 km.

- Eu tinha expectativas tão grandes, e estou recebendo meu pior desempenho em anos - lamentou.

Para buscar a redenção ainda no Canadá, Jonsson tem ainda uma última chance. A partir das 18h (de Brasília) deste domingo, ela entrará em ação na disputa de 12,5 km da saída em massa. Mesmo sendo medalhista de bronze nesse evento no Mundial de 2009, ela já admitiu de antemão ter poucas chances de repetir o resultado.